Anestesiologia é referência nacional de ensino e humanização

Notícias

ALTA COMPLEXIDADE | Anestesiologia é referência nacional

Presente em todos os procedimentos, serviço tem o jeito humano do Pequeno Príncipe
24/10/2022
anestesiologia, anestesiologia pediatrica, ceima, hospital pequeno principe
O Hospital Pequeno Príncipe é um dos poucos centros do Brasil especializado em anestesiologia para crianças e adolescentes.

Para que um procedimento médico seja bem sucedido é fundamental a presença de um médico anestesiologista. A anestesiologia é a responsável por evitar a dor quando um paciente é submetido a uma cirurgia ou exame.

No Pequeno Príncipe, a equipe do Serviço de Anestesiologia tem 15 profissionais especialistas no cuidado de crianças e adolescentes. Toda a equipe tem formação na área da pediatria, o que faz com que seja referência nacional de ensino, contando com um programa de treinamento que recebe profissionais do Brasil e de outros países.

“O anestesiologista pediátrico precisa de um conhecimento específico e aprofundado em anatomia e fisiologia das diversas faixas etárias. Por exemplo, atendemos pacientes com poucas horas de vida, que precisam de cuidados diferentes de uma criança de 10 anos”, pontua a chefe do Serviço de Anestesiologia, Carolina Rizzoni Silveira.

anestesiologia, anestesiologia pediatrica, anestesiologia pequeno principe, hospital pequeno principe, centro cirurgico
Toda equipe do serviço tem formação na área da pediatria, garantindo segurança e conforto aos pacientes.

Atendimento e cuidado individualizados

O anestesiologista é responsável por manter as funções vitais do paciente em níveis seguros e é preparado para identificar e tratar quaisquer alterações que possam ocorrer. É ele também quem avalia as crianças e adolescentes e escolhe o tipo de anestesia compatível com cada paciente, monitora o estado geral e é responsável pela recuperação pós-procedimento, o que torna o serviço de alta complexidade.

“A diferença entre anestesiar um adulto e uma criança está no grau de maturidade do organismo. O sistema nervoso de um recém-nascido é imaturo, a fisiologia do coração é mais delicada. Quando se fala em criança, estamos falando de pacientes com 700 gramas, 3 quilos, 20 quilos. Cada processo de anestesia é diferente”, detalha o médico anestesiologista Sérgio Bernardo Tenório.

“Um dos casos que lembro é de um menino de 8 anos, que percebeu a movimentação no Centro Cirúrgico e perguntou: ‘Tio, vou ter que dormir mesmo?’; e eu: ‘Vai, sim’, e ele respondeu: ‘É que minha mãe disse que antes de dormir eu tenho que rezar’. E aí nós rezamos com ele”, lembra o médico.

Esse atendimento e cuidado individualizados fazem toda a diferença para a humanização do tratamento. “Alguns pacientes com comorbidades chegam para realizar procedimentos pouco complexos, porém frequentemente demandam cuidados adicionais por conta da condição clínica”, explica a médica anestesiologista Roberta Scholz.

Referência no ensino em anestesiologia

O programa de residência médica em Anestesiologia do Pequeno Príncipe formou nos últimos cinco anos 23 profissionais, inclusive de outros países. Além disso, a instituição oferece fellowship (programa de complementação) de quatro semanas para médicos do Paraná e de outros estados do Brasil, que tem a oportunidade de acompanhar a rotina de cirurgias de todas as especialidades, de acordo com os protocolos do Hospital.

anestesiologia pediatrica, anestesiologia, centro cirurgico, cirurgia pediatrica
O Hospital é referência nacional para o ensino e treinamento da especialidade.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3). 

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

22/07/2024

O que é a educação positiva?

Respeito mútuo, educação não violenta e encorajamento contribuem para a formação de crianças mais seguras, confiantes e responsáveis
19/07/2024

Pequeno Príncipe recebe representante do St. Jude Global e da Aliança AMARTE no Brasil

O Hospital integra o esforço global do St. Jude para combater o câncer, especialmente em países pobres e em desenvolvimento, e participa da Rede AMARTE no Brasil, com o mesmo propósito
16/07/2024

Corrida e Caminhada Pequeno Príncipe 2024: veja como foi!

A oitava edição contou com a participação de mais de duas mil pessoas em uma mobilização social que uniu esporte e solidariedade
13/07/2024

ECA: ampliação de leis fortalece proteção contra violência

Entre as atualizações, está a inclusão de bullying e cyberbullying no Código Penal. Neste Dia do ECA, o Hospital Pequeno Príncipe chama a atenção para dados alarmantes destes tipos de violências
10/07/2024

Por que é importante não reprimir o choro?

Hospital Pequeno Príncipe dá dicas de como criar um ambiente seguro e acolhedor para crianças e adolescentes expressarem as emoções
09/07/2024

Sessão de cinema diverte pacientes da hemodiálise

Crianças e adolescentes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe saíram do espaço com o coração aquecido e memórias inesquecíveis
Ver mais