Uso de fones de ouvido em excesso pode causar lesões no aparelho auditivo - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Uso de fones de ouvido em excesso pode causar lesões no aparelho auditivo

Especialista do Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre os sintomas mais comuns nestes casos e orienta como usar equipamentos da forma correta
03/11/2021
O cuidado com a audição deve começar desde a infância.

O uso excessivo de fones de ouvido durante a pandemia é mais uma questão que pode trazer problemas para a saúde de crianças e adolescentes. O Hospital Pequeno Príncipe alerta que, se isso não for feito com controle e no volume adequado, lesões definitivas no aparelho auditivo podem surgir. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), uma em cada quatro pessoas viverá com algum grau de perda auditiva até 2050. A estimativa é de que esse risco atinja 50% da população entre 12 e 35 anos de idade, com perda de audição cumulativa provocada pelos novos hábitos.

Um chiado constante no ouvido pode ser um sinal de alerta de problemas auditivos. De acordo com o otorrinolaringologista Rodrigo Pereira, do Hospital Pequeno Príncipe, esse é o principal sintoma que crianças e adolescentes apresentam ao utilizar os fones de forma inadequada. Os equipamentos viraram presença quase obrigatória em casa, na qual os pequenos estão em idade escolar: aulas on-line aliadas a mais tempo dentro de casa, fazem os fones serem mais requisitados.

É comum que achem que ter dificuldade para ouvir seja o principal sintoma da perda auditiva. “Entretanto, isso ocorre com o passar dos anos e implica em uma série de fatores. Cuidados com o volume e o tempo de exposição aos fones ajudam a evitar os danos”, alerta o especialista. A maior parte dos aparelhos, quando chega a pouco mais da metade, atinge os 85 decibéis recomendados. Desta forma, a recomendação é usar o equipamento por, no máximo, oito horas.

O otorrinolaringologista alerta também o olhar especial às crianças, que geralmente não vão se queixar de algo no ouvido. “Percebemos que as crianças começam a usar os fones cada vez mais cedo e isso pode adiantar os sintomas de uma lesão mais grave. Então, os responsáveis precisam prestar atenção em algo fora da rotina dos pequenos”, finaliza o médico.

Evite problemas com os fones!

Confira algumas dicas do especialista para a saúde auditiva dos pequenos
– Mantenha o volume da metade para baixo da potência do aparelho.
– Caso consiga ouvir o som do fone da criança e/ou adolescente, é preciso abaixar o volume.
– Sempre que possível, evite o uso do fone, especialmente para as aulas on-line.
– Invista no descanso auditivo, pois isso favorece a saúde dos ouvidos.
– Higienize os fones, pois eles carregam bactérias e podem gerar infecções.

 

 

+ Notícias

27/01/2023

Hanseníase: atenção aos sinais e sintomas auxilia diagnóstico

Neste Dia Mundial de Combate à Hanseníase, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de se buscar os serviços de saúde logo no aparecimento dos primeiros sinais e lembra que a doença tem cura
25/01/2023

Gastrosquise: diagnóstico é possível pelo ultrassom na gestação

O Hospital Pequeno Príncipe é referência no tratamento cirúrgico da doença, que é uma malformação rara da parede abdominal ocasionada ainda na formação do feto
23/01/2023

Saiba tudo sobre viroses em crianças

Hospital Pequeno Príncipe chama atenção de famílias para quadros virais comuns durante o verão
20/01/2023

Como cuidar da saúde mental na infância e adolescência?

O Hospital Pequeno Príncipe chama atenção para o tema e sugere atitudes de pais e responsáveis para contribuir com seus filhos
18/01/2023

Centro de Reabilitação e Convivência Pequeno Príncipe atende de forma integral crianças e adolescentes com deficiência

A unidade conta com laboratório de marcha, parque adaptado e sala de realidade virtual
16/01/2023

ALTA COMPLEXIDADE | Serviço de Radiologia Intervencionista

A especialidade trata doenças complexas em procedimentos minimamente invasivos. Saiba mais sobre o serviço na série de alta complexidade
Ver mais