Ritmos Brasileiros invadem o Hospital Pequeno Príncipe

Ritmos_Brasileiros (41)Das congadas ao Bumba Meu Boi, o projeto Ritmos Brasileiros tem encantado a todos que passam pelo Hospital Pequeno Príncipe desde o começo de janeiro. Com uma mistura de música, dança e teatro, a ideia é resgatar elementos presentes na memória dos pais e pacientes e também estimular a integração e a coletividade entre as crianças. Nos enredos, mensagens de solidariedade, humor, religiosidade e tantas outras questões retratam o folclore brasileiro eseus diversos ritmos para incrementar o saber de meninos e meninas que vêm ao HPP de diferentes regiões do Brasil.

Para realizar o projeto, três músicos – Itaércio Rocha, Thayana Barbosa e Vinicius Azevedo – percorrem os quartos e alas do Hospital trazendo alegria para muitos pacientes e familiares. As visitas começam com a apresentação dos artistas e poucos minutos depois as crianças aprendem as letras das canções e também a tocar instrumentos de percussão. “Nós viemos de Laranjeiras e estávamos cansados, essa música é boa, divertida e distrai os pacientes enquanto esperam”, relatou Lediane Padilha, mãe de Gustavo Henrique da Silva, de 8 anos. Gustavo estava empolgado com o chocalho e seguiu os músicos até o horário de sua consulta no Hospital Pequeno Príncipe.

“Não é satisfatório ver essas crianças sorrindo? O tempo de espera não precisa ser insosso, ele pode ser usado para construir novas coisas, conhecer novas pessoas. A arte até é mobilizadora, mas é a interação com o próximo que estabelece os canais de conexão”, disse Itaércio Rocha, idealizador do projeto. O programa Ritmos Brasileiros está sendo realizado no Hospital desde janeiro e permanecerá até setembro, com duas oficinas por semana de quatro horas cada.

 

+ Projetos culturais

Faça sua doação