Denuncie

 

Sua ligação pode salvar uma vida. Denuncie!
156
(Prefeitura de Curitiba)
181 (Disque Denúncia estadual)
100 (Disque Denúncia nacional)


Dados alarmantes
– A cada dia, 18 mil meninas e meninas são vítimas de violência doméstica no Brasil.
– Mais de 76 mil ligações foram feitas no Disque 100 (Disque Denúncia nacional) em 2016. Os contatos eram relativos a denúncias de violação de direitos de crianças e adolescentes.
– No último ano, o Hospital Pequeno Príncipe verificou um crescimento de 28% no número de atendimentos a meninos e meninas vítimas de violência, se comparado à quantidade registrada em 2015.
– Em 2016, 71,1% dos casos de violência atendidos no Pequeno Príncipe aconteceram no ambiente intrafamiliar.
– Das 533 situações registradas, 30% eram de crianças com até dois anos de idade e 61,2% das vítimas eram meninas.
– Os casos de violência sexual eram maioria e representaram 54,8% do total.
– Em 52% dos casos, o possível agressor era próximo da criança (a mãe, o pai, amigos e conhecidos, ou o padrasto). E ao considerar o total de notificações, 50,3% dos agressores eram homens.

Fonte: Sociedade Internacional de Prevenção ao Abuso e Negligência na Infância, Disque 100 e Hospital Pequeno Príncipe


Tipos de violência

Violência sexual: a criança ou o adolescente é usado como estimulação e satisfação sexual, e pode acontecer na forma de exploração sexual, pornografia infantil, estupro e atos libidinosos.
Violência física: uso da força física de forma intencional, deixando ou não marcas evidentes.
Violência psicológica: agressão verbal constante, humilhação, ameaça, rejeição, desrespeito e discriminação visando à dominação.
Negligência: falta de cuidados quanto às necessidades próprias da idade e condições de desenvolvimento. Pode ser de proteção, saúde, educacional e estrutural.

Fonte: Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente em Situação de Risco para a Violência