Denuncie


Dados alarmantes
Do total de 586 casos de violência atendidos no Hospital Pequeno Príncipe em 2018:
76,1% aconteceram em ambiente doméstico/intrafamiliar.
56,1% foram de violência sexual.
65,8% das vítimas eram meninas.
66,4% aconteceram na Primeira Infância; ou seja, a criança tinha entre zero e seis anos de idade.

Tipos de violência
As principais formas de violência são a sexual, física, psicológica e a negligência. A seguir, saiba mais sobre cada uma delas.
Violência sexual: a criança é usada como estimulação e satisfação sexual. Pode acontecer na forma de exploração sexual, pornografia infantil, estupro e atos libidinosos.
Violência física: uso da força física de forma intencional, deixando ou não marcas evidentes.
Violência psicológica: agressão verbal constante, humilhação, ameaça, rejeição, desrespeito e discriminação visando à dominação.
Negligência: falta de cuidados quanto às necessidades próprias da idade e condições de desenvolvimento. Pode ser de proteção, saúde, educação ou estrutural.

Sinais de violência
Fique atento aos sinais de negligência e das violências sexual, física e psicológica:
– Lesões na pele não compatíveis com a idade
– Choro excessivo
– Lesões com marcas da arcada dentária de adulto
– Hematomas em várias partes do corpo e de diferentes colorações
– Queimaduras
– Fraturas próximas das articulações, em costelas ou de crânio
– Dentes fraturados
– Desnutrição
– Aspecto de má higiene
– Tristeza
– Medo exagerado
– Distúrbios alimentares
– Agressividade e irritação
– Insegurança
– Isolamento
– Culpa
– Tentativa de esconder marcas no corpo

Fonte: Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente em Situação de Risco para a Violência


Lembre-se sempre: você pode salvar vidas. Denuncie!