Complexo, Doe, Faculdades, Hospital, Instituto de Pesquisa, Novo Campus

Assinatura da licença prévia marca início do Pequeno Príncipe Norte

O projeto prevê a implantação de dois hospitais no Bacacheri, sendo a primeira unidade um hospital-dia com capacidade para 800 cirurgias e 3 mil consultas por mês. A solenidade contou com a presença do prefeito de Curitiba, Rafael Greca

O prefeito Rafael Greca e José Álvaro da Silva Carneiro, diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, na solenidade de assinatura da licença prévia para a construção do Pequeno Príncipe Norte.

Neste 5 de junho de 2018 tem início uma nova fase na história de 99 anos do Hospital Pequeno Príncipe. A assinatura da licença prévia do Pequeno Príncipe Norte (Complexo Hospitalar de Ensino e Pesquisa Juril Carnasciali Pequeno Príncipe), a ser instalado no Bacacheri – ao lado do aeroporto –, contou com a presença do prefeito de Curitiba, Rafael Greca.

O projeto prevê a construção de dois hospitais, sendo um hospital-dia e um de alta complexidade; das sedes da Faculdades Pequeno Príncipe e do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, que atualmente funcionam em instalações alugadas; e de um Centro Cultural. “O que estamos começando aqui, hoje, no Dia Mundial do Meio Ambiente, me enche de alegria e entusiasmo, de energia para, junto com todos os colegas de trabalho, fazer frente a este desafio de implantação, que alia equidade de um lado e bons tratos de outro”, ressalta o diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro.

Para Greca, é muito importante ter um hospital na região Norte da cidade, ainda mais com o selo do maior hospital pediátrico do país. “Eu estou muito feliz em dar a autorização para o funcionamento deste novo hospital. O Pequeno Príncipe é um centro de excelência, que traz a tradição do grande César Pernetta, que com o soro caseiro seria merecedor de um Prêmio Nobel de Medicina pela importância de seu trabalho pediátrico. Traz também a vontade de transmitir esse conhecimento”, destacou o prefeito.

A presidente voluntária da Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, Ety Gonçalves Forte, que trabalha em favor da saúde infantojuvenil há mais de 50 anos, compartilhou a alegria do momento às vésperas do centenário do Hospital Pequeno Príncipe. “Esse momento é muito especial, porque é uma nova fase do Pequeno Príncipe, que multiplica os sonhos. Nós já passamos por tantas coisas. Nos anos de 1960, por exemplo,  em alguns momentos sequer tínhamos comida para os pacientes e eu ia de sacola nas mãos pedir aos amigos. E todos sempre foram muito generosos em diversas fases da nossa história. Tenho certeza de que com o apoio dos amigos e da sociedade, colocaremos o Pequeno Príncipe Norte em funcionamento”, reforçou.

Obras
Com o início das obras previsto para o fim do ano, a construção ocorrerá em diferentes fases. A primeira unidade a ser instalada será o hospital-dia, que contará com centro cirúrgico com capacidade para a realização de 40 cirurgias diariamente e 24 leitos, sendo 20 para o Sistema Único de Saúde (SUS) e quatro para convênios. Um ambulatório de especialidades, com seis consultórios e capacidade para 3 mil consultas mensais, também será instalado no local. A unidade ofertará atendimentos na área de saúde auditiva, infusões e Oftalmologia, entre outras especialidades.

A conservação da natureza é um dos diferenciais do projeto. A área de 20 hectares (dos 199 mil m², serão mantidos 104 mil m² de espaços verdes) contempla também um Jardim Botânico, para exposição, educação ambiental e coleção de espécies, especialmente as medicinais, e um Bosque Nativo.

O complexo, que alia premissas de contemporaneidade, qualidade e sustentabilidade, foi pensado de modo a evidenciar o respeito às Ciências da Vida.

 

Conheça o projeto
O Pequeno Príncipe Norte é um projeto inovador que reúne assistência, pesquisa, educação, cultura, mobilização social e conservação da natureza em favor da vida. É uma realização da Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, mantenedora do Complexo Pequeno Príncipe, em parceria com a Associação Eunice Weaver do Paraná (AEW-PR).

O complexo alia premissas de contemporaneidade, qualidade e sustentabilidade e foi pensado de modo a evidenciar o respeito às Ciências da Vida. Tais premissas foram adotadas para a elaboração do projeto, respeitando os remanescentes de floresta e campos nativos, e fazendo o melhor aproveitamento de água e movimentação da terra sem onerar o meio ambiente, entre outras iniciativas.


Presenças
O evento de assinatura da licença prévia do Pequeno Príncipe Norte contou com a presença de membros da diretoria da AEW-PR; do diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde, Sezifredo Paulo Alves Paz, que representou a governadora Cida Borghetti; da deputada estadual Maria Victoria; da secretária municipal do Meio Ambiente, Marilza do Carmo Oliveira Dias; da secretária municipal da Saúde, Marcia Cecília Huçulak; e dos vereadores da capital, Maria Leticia Fagundes e Serginho do Posto, entre outras autoridades.

  • O prefeito Rafael Greca e José Álvaro da Silva Carneiro, diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, na solenidade de assinatura da licença prévia para a construção do Pequeno Príncipe Norte.

+ Notícias

Faça sua doação