Complexo, Doe, Gols Pela Vida, Hospital, Instituto de Pesquisa

Workshop para apoiadores do Hospital Pequeno Príncipe aborda a cultura da inovação nas organizações

O evento, realizado em São Paulo, reuniu representantes de 45 empresas socialmente responsáveis

O workshop do Pequeno Príncipe garante importantes trocas de experiências e ideias entre as empresas socialmente responsáveis que apoiam o hospital. Foto: Torin Zanette

Apoiadores do Hospital Pequeno Príncipe em São Paulo participaram de mais um workshop promovido pela instituição. A atividade, realizada no dia 11 de junho, teve como tema “Culture Canvas: como abraçar a cultura da inovação e criatividade na minha empresa”.  Ao todo, 45 profissionais de diversas empresas tiveram a oportunidade de participar do encontro, comandado por Clara Bianchini e Itamar Olimpio, mestres em inovação.

De acordo com Clara Bianchini, mudar a cultura organizacional para abraçar a inovação é um desafio que exige esforço e dedicação diariamente. Foto: Torin Zanette

.De acordo com Clara Bianchini, mudar a cultura organizacional para abraçar a inovação é um desafio que exige esforço e dedicação diariamente. “Muitas pessoas acreditam que a inovação surge repentinamente, quase como mágica. Mas existem processos e metodologias que facilitam esse surgimento. Neste laboratório, os participantes puderam conhecer uma das metodologias que facilitam esse processo”, explicou.

A profissional elenca três atitudes básicas para quem quer tornar a sua empresa mais inovadora. A primeira é se exercitar de forma diferente. “É preciso ter coragem e vontade de fazer, todos os dias, alguma coisa de forma diferente. Pode ser uma reunião ou um comunicado, mas é preciso se exercitar de forma nova”, enfatiza.

A segunda recomendação é desconstruir a necessidade de ter “assets” (bens e ativos) dentro da empresa. “As empresas da era industrial acreditavam que tinham que ter prédios grandes, computadores, frotas de veículos. As empresas inovadoras entendem que precisam trabalhar em parceria e que o seu maior ativo é sua capacidade de trabalhar em rede”, reforça Clara Biachini.

O terceiro ponto ressaltado pela palestrante é a capacidade da empresa agir com velocidade e se abrir para a cocriação com o seu público cliente/consumidor. “Antes as empresas passavam meses fazendo um planejamento estratégico e só quando ele estava prontinho é que um produto ou serviço era lançado. As empresas inovadoras se arriscam mais e se permitem corrigir os seus produtos e serviços no caminho. Ela se deixa aberta a não saber 100% sobre aquele produto ou serviço e permite a participação do outro no processo de criação”, exemplifica.

Prática

Os participantes puderam planejar iniciativas, dentro da metodologia Canvas, para iniciar o processo de inovação nas suas empresas. Foto: Torin Zanette

Depois de muito trabalho em grupo e conhecimento teórico, os participantes puderam planejar iniciativas, dentro da metodologia Canvas, para iniciar o processo de inovação nas suas empresas. “Vocês estão saindo daqui hoje como se estivessem ido ao nutricionista. Esse Canvas é o cardápio. Agora vocês precisam ir, aos poucos, colocando esse planejamento em prática”, recomendou Clara.

A advogada especialista da área imobiliária da ASBZ Advogados, Raquel de Moraes Laudanna Marinelli, foi uma das participantes do workshop e saiu satisfeita com o conteúdo. “Já temos trabalhado este tema, pois nosso escritório está engajado na construção de lideranças colaborativas. No encontro foi possível aprimorar o nosso conhecimento. O workshop foi muito bem conduzido, dinâmico e nos proporcionou a troca de conhecimentos também com outras empresas, o que foi enriquecedor”, declarou.

Sobre os palestrantes

Itamar Olimpio é mestre em Inovação de Cultura Organizacional pela Imagineering Academy na Holanda e bacharel em Marketing pela Anhembi-Morumbi. Também é pós-graduado em Marketing pela The Hague University.  É cofundador da consultoria de inovação Co-Viva. Professor de inovação da Escola Superior de Engenharia e Gestão (ESEG).

Clara Bianchini é mestre em Inovação de Negócios pela Imagineering Academy na Holanda e bacharel em Comunicação Social pela PUC/SP. É cofundadora da consultoria de inovação Co-Viva, com clientes como Wework, GE, PwC, UOL, JWT. É também professora de Inovação da Escola Superior de Engenharia (ESEG) e professora convidada da INSEEC Business School em Paris. Colunista do portal Consumidor Moderno e da Fundação Estudar.

Itamar Olimpio e Clara Bianchini são mestres em inovação. Foto: Torin Zanette

 

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

  • Foto: Torin Zanette

+ Notícias

Faça sua doação