DSC_0047

Complexo, Doe, Hospital

Voluntários participam de treinamento para a campanha + Vida: Juntos Somos +

A ação, que tem inscrições abertas até o dia 19 de novembro, busca divulgar a causa da saúde infantojuvenil e arrecadar recursos para o Serviço de Oncologia-Hematologia e Transplante de Medula Óssea do Hospital Pequeno Príncipe

DSC_0068Começaram os treinamentos para os voluntários da campanha + Vida: Juntos Somos +, do Hospital Pequeno Príncipe. Quem compareceu teve a oportunidade de conhecer o trabalho e a rotina da instituição, além de confeccionar materiais para serem utilizados durante a ação. Os encontros ocorrem até o fim desta semana, mas ainda é possível se inscrever até quinta-feira, dia 19.

DSC_0091A produtora cultural e atriz Maria Inés Gutiérrez foi uma das 20 pessoas que estiveram presentes no quarto encontro com os voluntários realizado nesta terça-feira, dia 17. Ela afirmou estar cheia de expectativas para a ação. “Acho interessante a ideia de fazer uma campanha de impacto, nós precisamos mostrar que estamos aqui lutando pela causa do Pequeno Príncipe”, conta. Maria diz ainda que sempre teve vontade de ser voluntária. “Sempre quis fazer algo do tipo, ceder um tempo para o próximo, mesmo diante de uma agenda lotada”, relata.

A proposta da campanha + Vida: Juntos Somos + é movimentar voluntários para divulgar a causa da saúde infantojuvenil e arrecadar recursos para o Serviço de Oncologia, Hematologia e Transplante de Medula Óssea (OHTMO), por meio do envolvimento de toda a sociedade, começando pelos pedestres e motoristas que estiverem transitando em ruas próximas ao Hospital nos dias 26 e 27 de novembro. Participe você também!

Acompanhe mais informações em nossas redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram. #‎maisvidahpp‬ ‪#‎doepequenoprincipe‬

Por que destinar os recursos para a área de OHTMO?

O Serviço de Oncologia, Hematologia e Transplante de Medula Óssea é uma das áreas que mais demanda recursos no Hospital, já que de 75% a 80% dos atendimentos provém exclusivamente do Sistema Único de Saúde (SUS) e muitos medicamentos não são custeados pelo governo. Além disso, esse tipo de tratamento resulta em efeitos colaterais, sendo necessária a atuação de outros serviços da instituição como os de nefrologia e cardiologia.

+ Notícias

Faça sua doação