Complexo, Faculdades, Hospital, Instituto de Pesquisa

Trabalho do Pequeno Príncipe é reconhecido em importantes premiações

Em duas semanas, a instituição ganhou dois prêmios. As práticas finalistas e vencedoras refletem a atuação do Complexo em conjunto com a sociedade em prol da saúde infantojuvenil

O Complexo Pequeno Príncipe tem como missão a proteção da criança e do adolescente por meio da assistência, do ensino, da pesquisa e da mobilização social, além do fortalecimento do núcleo familiar. E para cumpri-la, desenvolve suas atividades com excelência técnico-científica; cuidado integrado, humanizado e equânime; inovação; e multiplicação do conhecimento. Ao longo da história da instituição, esse trabalho tem sido reconhecido com importantes prêmios. Em novembro, somente nas duas últimas semanas, a instituição venceu dois deles e foi finalista em outro.

A seguir, saiba mais sobre cada uma dessas premiações.

Prêmio Criança 2016
ety_abrinq
O Hospital Pequeno Príncipe foi vencedor do Prêmio Criança, concedido pela Fundação Abrinq pelos Direitos da Criança e do Adolescente a projetos inovadores voltados à Primeira Infância. A iniciativa reconhecida foi a Campanha Pra Toda Vida – A violência não pode marcar o futuro das crianças e adolescentes, que é realizada há dez anos e busca mobilizar os diversos atores da sociedade contra a violência; capacitar médicos, profissionais da saúde e professores para identificarem precocemente e notificarem casos suspeitos; encorajar os cidadãos para a denúncia; e orientar e empoderar meninos e meninas sobre seus direitos e a autoproteção.

A cerimônia de premiação ocorreu no último dia 16. Esta foi a segunda vez que o Pequeno Príncipe recebeu o prêmio. A primeira foi em 2002, com o Programa Família Participante.

Prêmio XV Congresso Brasileiro de Oncologia Pediátrica
A atuação multidisciplinar dos setores de Psicologia e Serviço Social do Hospital junto aos pacientes atendidos pelo Serviço de Transplante de Medula Óssea foi premiada durante o XV Congresso Brasileiro de Oncologia Pediátrica. O evento científico organizado pela Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope) é o principal sobre a especialidade no país e ocorreu no Rio de Janeiro, de 15 a 19 de novembro. O trabalho foi exposto em forma de pôster e a apresentação oral foi feita pela psicóloga Janaína Casaes Lamenha Lins.

Segundo Janaína, de 2011 a abril de 2016, foram realizados 68 transplantes de medula óssea no Pequeno Príncipe, sendo que 53% dos pacientes eram de outros municípios paranaenses e de diferentes regiões do país. Em todas essas ocasiões, os meninos e meninas atendidos e seus familiares receberam apoio da equipe multidisciplinar. As ações foram feitas com base na escuta sobre os sentimentos que surgiram durante o período de tratamento, como medo, angústia e ansiedade, além daqueles ligados ao fato de ficarem longe de casa. “Receber o prêmio foi o reconhecimento do trabalho conjunto realizado na instituição e é um incentivo a continuá-lo”, ressaltou ela.

Prêmio Sesi ODS 2016
premio_ods
Atividades das três unidades do Complexo Pequeno Príncipe – Hospital, Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe e Faculdades Pequeno Príncipe – que contribuem para o desenvolvimento sustentável foram reconhecidas no Prêmio Sesi ODS. O Complexo foi finalista e recebeu nessa quarta-feira, dia 23, um certificado e o Selo ODS, durante cerimônia realizada no Campus da Indústria, do Sistema Fiep.

A premiação busca dar visibilidade a práticas de indústrias, empresas, instituições públicas e do terceiro setor do Paraná que contribuem para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). O Pequeno Príncipe busca cumprir o objetivo número três, que consiste em “assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades”. Isso por meio da assistência em saúde, da pesquisa científica, do ensino e de iniciativas como o Programa Família Participante e o Setor de Educação e Cultura, ambos do Hospital.

+ Notícias

Faça sua doação