Complexo, Doe, Faculdades, Gols Pela Vida, Hospital, Instituto de Pesquisa

Sorvete: consumo moderado não faz mal às crianças

Doce indispensável no verão, ele pode fazer parte da rotina alimentar de meninos e meninas, desde que sem exageros

Os picolés à base de frutas podem fazem parte da rotina das crianças no verão. Foto: Denise Maher (denisemaher.com.br)

O sorvete é sempre uma boa pedida nos dias de verão. O doce, não recomendado às crianças menores de 2 anos, pode fazer parte do cardápio de forma moderada. Os picolés à base de frutas, por exemplo, são ideais, pois trazem vitaminas e minerais. Além disso, são menos gordurosos que os cremosos, que muitas vezes podem conter gordura trans.

De acordo com a nutricionista Maria Emília Suplicy, que atua no Hospital Pequeno Príncipe, alguns cuidados são fundamentais para evitar alergias e intoxicações alimentares. “O ideal é procurar por produtos mais naturais, com pouco ou nenhum aditivo ou corante alimentar, que em excesso podem desencadear um processo alérgico na criança”, completa a especialista.

É importante lembrar que o excesso e as coberturas extras, como chantilly, caldas e balas, é que podem fazer mal à garotada no consumo de sorvete. Uma vez por semana é o ideal. Uma dica fundamental é saber a procedência do produto. Opte por marcas conhecidas, assim não se corre o risco de que a água e os ingredientes usados para prepará-lo possam estar contaminados.

Mão na massa

Que tal  preparar o sorvete em casa e ainda contar com a ajuda da criançada? Veja essa dica:

Picolés de iogurte

Ingredientes:
150 g de iogurte com polpa de fruta sabor morango
2/3 xícara (chá) de leite
2 colheres de chá de pó para milk-shake sabor morango

Modo de fazer:
Misture o iogurte, o leite e o pó para milk-shake. Coloque a mistura nas forminhas para picolés. Tampe e deixe no freezer por no mínimo 12 horas. Depois de 2 horas no freezer, coloque o palito. Na hora de servir, basta mergulhar as forminhas na água morna para tirar da fôrma.

Fonte: “Hora Feliz –  Cozinhando para as Crianças”, de  Ariadna Ferraz e Dorit Akerman, da Lacerda Editora

+ Notícias

Faça sua doação