Complexo, Hospital

Setor de Educação e Cultura utiliza a poesia para promover experiências interativas às crianças do Pequeno Príncipe

Em mais uma edição do projeto Cirandas do Saber, pacientes foram estimulados a construir uma ponte entre o mundo da fantasia e o real

O projeto Cirandas do Saber, do Setor de Educação e Cultura (EDUC) do Hospital Pequeno Príncipe, teve início em 2011.

A poesia contribui para a formação do imaginário, do simbólico e da criatividade. Por conta disso, o Setor de Educação e Cultura (EDUC) do Hospital Pequeno Príncipe promove, através do projeto Cirandas do Saber, encontros com o objetivo de atrair o gosto pela leitura, exploração de poemas e criação de ritmos e rimas.

A atividade realizada na quarta-feira, dia 11, trouxe experiências interativas às crianças e seus familiares, mexendo com o imaginário, levando-os a expressar sentimentos, descobrindo que podem brincar com as palavras. “É um momento único estar aqui, todo tempo é hora de trocas de experiências e conhecimentos. É o espaço ideal para aprender e ensinar”, comenta a professora de Língua Portuguesa Itamara Pebers.

Interessados e participativos, os pacientes e responsáveis fizeram perguntas sobre as poesias, como são feitas e quem as criou. “Minha filha gosta de estudar e brincar. Quando passam para avisar as atividades do dia, ela já fica toda animada e pede para ir em todas. E para ela, é muito importante vir, ela fica muito mais feliz”, comenta Suzana Gonçalvez, mãe da paciente Laine Gonçalvez.

 

Difusão de saberes

O projeto Cirandas do Saber, do Setor de Educação e Cultura (EDUC) do Hospital Pequeno Príncipe, teve início em 2011. Os encontros acontecem periodicamente, conduzidos pelos educadores da equipe, com o intuito de levar conhecimento para os pais e pacientes em diversos temas, como história, cultura, língua, geografia, saúde e bem-estar.

+ Notícias

Faça sua doação