Complexo, Doe, Gols Pela Vida, Hospital, Instituto de Pesquisa

Primeira semana de capacitação dos participantes do Jovens Talentos promove intensa imersão em prol da causa da saúde infantojuvenil

Os universitários de Curitiba e São Paulo, que integram o maior programa de estágios do 3.º Setor no Brasil, participaram de diversas atividades e palestras com renomados profissionais do mercado de trabalho

Os participantes do Programa Jovens Talentos também interagiram com os pacientes durante a semana de imersão na instituição.

Considerado o maior programa de estágios do 3.º Setor no Brasil, o Jovens Talentos, iniciativa do Hospital Pequeno Príncipe, reúne universitários de Curitiba e São Paulo que têm a nobre missão de captar recursos e buscar novas parcerias em prol dos trabalhos de assistência e pesquisa da instituição. Ao todo, 12 participantes foram escolhidos.

Desde o  dia 16 de julho, os universitários participam de um intensa imersão para ampliar e aperfeiçoar ainda mais seus conhecimentos. O grupo também teve a oportunidade de interagir com os pacientes do Pequeno Príncipe em uma atividade desenvolvida com o apoio do Setor de Voluntariado.

Silmara Adad falou sobre a importância da etiqueta no ambiente de trabalho.

Além disso, eles participaram de palestras com renomados profissionais do mercado de trabalho que compartilharam suas experiências e também esclareceram muitas dúvidas. Silmara Adad, que falou sobre a importância da etiqueta no ambiente de trabalho, destacou a educação como um fator primordial para qualquer profissional. “A educação vale ouro e é essencial para qualquer profissional que queira se destacar. Ela deve estar sempre em primeiro lugar, seja com os colegas de trabalho, clientes ou parceiros”, falou.

Para Eduardo Massa, que trabalha na captação de recursos da agência da ONU para refugiados (ACNUR), contar sobre sua trajetória é uma maneira de inspirar os novos integrantes do Jovens Talentos. “O mais interessante foi o tema! Contar minha história é uma forma de os inspirar e mostrar a eles que existe, nesse setor de captação de recursos, muitas oportunidades e que precisamos pensar fora da caixa”, declarou.

A jornalista e ativista Neivia Justa, que trouxe um olhar sensível sobre o papel da mulher na sociedade,  se sentiu privilegiada em poder conversar com os universitários e destacou a importância do programa de estágios do Hospital Pequeno Príncipe. “Esse programa é absolutamente inovador e necessário, porque o terceiro setor carece de muitos profissionais. Começar isso com vocês, com um programa estruturado e formar profissionais de qualidade com todas as habilidades e talentos que o mercado precisa, não tem preço. É um privilégio estar aqui, parabéns! ”, finalizou.

LEIA TAMBÉM – Pequeno Príncipe inicia a semana de treinamento do Programa Jovens Talentos 

+ Notícias

Faça sua doação