DSC_0082

Complexo, Hospital

Pequeno Príncipe: referência no Brasil

Com 96 anos de história, o Hospital das crianças atende meninos e meninas de todo o país

DSC_0082Saúde, educação, ciência, arte, cultura e mobilização social. Há quase cem anos, o Hospital Pequeno Príncipe tem lutado para garantir com equidade o cuidado integral, com excelência técnico-científica e humanizada, a crianças e adolescentes de todo o Brasil.

Credenciada pelo Ministério da Saúde como referência nacional, a instituição está habilitada para o atendimento em mais de 30 serviços de diferentes especialidades, como Cardiologia, Ortopedia, Nefrologia, Cirurgia Pediátrica, Oncologia, transplante de medula óssea e de órgãos.

Com mais de 3DSC_002200 médicos, entre clínicos e especialistas, o Hospital ainda conta com uma equipe multidisciplinar formada por enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas e dentistas, por exemplo. São mais de dois mil colaboradores e mil voluntários em prol de milhares de meninos e meninas.
“Essa composição entre técnica e respeito às crianças faz com que o Pequeno Príncipe exerça medicina de qualidade, com humanização e cuidado, e seja reconhecido como símbolo nacional em saúde infantojuvenil”, aponta o diretor clínico do Hospital, Donizetti Dimer Giamberardino Filho.

A instituição destina 70% da sua capacidade ao Sistema Único de Saúde (SUS). Os números impressionam: são 370 leitos, sendo 60 deles em UTIs. Em 2015, foram realizados mais de 311 mil atendimentos ambulatoriais, 23 mil internações, 20 mil cirurgias e 781 mil exames.

Grandes desafios, metas ousadas

O setor da Saúde no Brasil vive com recursos escassos, falta de incentivos e desafios diários causados pelo subfinanciamento. Atualmente, cerca de 75% da população utiliza o SUS. Hospitais filantrópicos, como o Pequeno Príncipe, respondem por aproximadamente metade do atendimento a esses pacientes.

As dificuldades enfrentadas por essas instituições são conhecidas. Entre 2010 e 2015, houve uma redução de 8.621 leitos pediátricos para o SUS no Brasil. O Paraná está entre os Estados com o maior índice de fechamento, com menos 748 leitos. Atualmente, o Estado conta com 2.608 leitos pediátricos destinados ao SUS, 317 deles estão em Curitiba, sendo 79% deles no Pequeno Príncipe.


Apoio fundamental003

A trajetória da instituição tem sido construída por muitas mãos e por pessoas que assumiram a causa da saúde infantojuvenil para suas vidas. “A mobilização social sempre teve um papel essencial na história do Hospital. Desde o início de suas atividades, as parcerias são significativas para a atuação da instituição”, destaca o diretor corporativo do Pequeno Príncipe, José Alvaro Carneiro.

“Com o apoio dos nossos parceiros, temos transformado sonhos em realidade. Temos garantido a crianças, adolescentes e famílias de todo país, o acesso a um centro de saúde de excelência”, afirma a diretora executiva da instituição, Ety Cristina Forte Carneiro.

+ Notícias

Faça sua doação