Complexo, Hospital

Pequeno Príncipe recebe prêmio Hospital Amigo do Meio Ambiente

Iniciativa premiada promove educação ambiental a alunos de escolas públicas e a colaboradores e pacientes da instituição, bem como seus familiares

Diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro

O Hospital Pequeno Príncipe recebeu na manhã dessa quarta-feira, dia 5, o prêmio Hospital Amigo do Meio Ambiente, concedido anualmente pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo às organizações de saúde que compõem o Sistema Único de Saúde (SUS) em âmbito nacional e que se destacam por suas iniciativas de proteção ao meio ambiente e de sustentabilidade.

O Pequeno Príncipe foi reconhecido pelas duas iniciativas apresentadas: recebeu menção honrosa pelo Projeto de Gestão de Resíduos no Hospital e premiação pelo Projeto de Educação e Extensão Ambiental: Nosso Meio Ambiente e Farmácia Viva. A cerimônia de premiação foi realizada no Hospital Santa Catarina, em São Paulo.

O projeto pelo qual o Pequeno Príncipe foi premiado tem como principal objetivo promover conhecimento e experiências que permitam aos participantes perceber que são integrantes e dependentes do meio ambiente. Isso para que compreendam a importância das consequências de suas ações para o equilíbrio ambiental, adotando atitudes de valorização e respeito às características do meio em que vivem.

A iniciativa é desenvolvida em uma área de 20 hectares, anexa ao terreno onde será construído o Pequeno Príncipe Norte (Complexo Hospitalar de Ensino e Pesquisa Juril Carnasciali Pequeno Príncipe), no bairro Bacacheri, em Curitiba. Envolve alunos de escolas públicas, colaboradores e pacientes do Hospital, bem como seus familiares, que fazem caminhadas educativas em trilhas e participam de oficinas de cultivo vegetal desenvolvidas em canteiros de horta e estufa com coleção de plantas medicinais.

O diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro, recebeu o prêmio ao lado da engenheira ambiental Jéssica Lazarotto e do biólogo André Lima. Segundo ele, o prêmio é um incentivo para que a instituição continue a fazer uma ótima gestão ambiental, reduzindo o consumo de água e energia, e aprimorando a separação e redução de resíduos. “Além disso, como temos a oportunidade de realizar o projeto de compostagem de resíduos orgânicos para uso na estufa de plantas na nossa nova unidade, o Pequeno Príncipe Norte, podemos oferecer à comunidade uma percepção sistêmica, promovendo a educação ambiental por meio de exemplos factuais. É uma grande vitória mostrar para a sociedade que é possível atender a todos com dignidade e boa técnica, e ser amigo do meio ambiente”, concluiu.

+ Notícias

Faça sua doação