Complexo, Hospital

Pequeno Príncipe recebe ortopedistas pediátricos dos Estados Unidos

Médicos fazem parte de um programa da Sociedade Norte-Americana de Ortopedia Pediátrica e visitarão hospitais no Brasil, Argentina e Chile para aprofundar novas técnicas e trocar experiências na sua área de atuação

O Hospital Pequeno Príncipe recebeu nos últimos dias a visita de três ortopedistas que atuam em diferentes instituições dos Estados Unidos para aprofundar novas técnicas e trocar experiências na área da ortopedia pediátrica. Eles fazem parte de um programa de colaboração entre a Sociedade Norte-Americana de Ortopedia Pediátrica (POSNA) e a Sociedade Latino-Americana de Ortopedia e Traumatologia Pediátrica (SLAOTI), que concede a cada ano uma bolsa chamada traveling fellowship a três profissionais.

Esta foi a primeira vez que os médicos que participam do traveling fellowship vieram a Curitiba. Na passagem pela cidade (entre sexta-feira, dia 25, e segunda-feira, dia 28), os ortopedistas pediátricos Coleen Sabatini, da Universidade da Califórnia (em San Francisco); Apurva Shah, do Hospital de Crianças da Filadélfia (no estado da Pensilvânia); e Vidyadhar Upasani, do Hospital de Crianças Rady (em San Diego, na Califórnia) visitaram o Pequeno Príncipe e o Hospital do Trabalhador. Os próximos destinos serão as cidades de Buenos Aires e Córdoba, na Argentina, e Santiago, no Chile.

Na visita ao Pequeno Príncipe, os médicos participaram de conferências e discussão de casos, em momentos de intenso intercâmbio de conhecimento. “Para nós, é muito importante receber esses profissionais. Somos um dos únicos hospitais do Brasil no qual o paciente é tratado como um todo, da cabeça ao pé, passando pela coluna, sem fragmentar o tratamento em médicos que atuam somente com uma parte do corpo. A ortopedia é uma especialidade única e atuamos aqui da mesma forma que os norte-americanos trabalham”, ressaltou o membro do Serviço de Ortopedia do Hospital Pequeno Príncipe, Luis Eduardo Munhoz da Rocha.

“Estou muito impressionado”
O ortopedista Vidyadhar Upasani contou que esta foi a primeira vez que veio ao Brasil e também à América do Sul, e disse que estava muito impressionado com o Pequeno Príncipe. “Este é um hospital que oferece atendimento especializado de alto nível, com o melhor cuidado sendo prestado às crianças. E estamos aqui no momento das celebrações dos 100 anos de história da instituição. Foi impressionante ver o apoio da comunidade ao Pequeno Príncipe, com voluntários nas ruas arrecadando recursos para a instituição [na ação ‘Mais Vida: Juntos Somos Mais’] e a sociedade colaborando”, afirmou.

Upasani também destacou a relevância das atividades realizadas nos dias em que os médicos estiveram em Curitiba. “Nós apresentamos palestras, os profissionais do Pequeno Príncipe nos mostraram cases de cirurgias e vimos o atendimento prestado aos pacientes do Ambulatório de Ortopedia. Tivemos ótimas interações nas quais dividimos experiências com os médicos locais”, concluiu.

Ortopedia no Pequeno Príncipe
Referência nacional, o Serviço de Ortopedia do Hospital Pequeno Príncipe está entre os maiores serviços de ortopedia pediátrica do Brasil. A especialidade conta com 15 cirurgiões, todos com formação no exterior. Além do atendimento de emergência 24 horas, realiza consultas e cirurgias, incluindo os procedimentos de grande porte, e conta com toda a estrutura necessária de apoio ao diagnóstico por imagem, interação com profissionais de outras áreas da medicina e suporte na reabilitação. Somente em 2018, o serviço realizou, por exemplo, 20.510 consultas, 9.602 atendimentos de emergência ortopédica, 2.491 cirurgias e 149 transplantes ósseos.

+ Notícias

Faça sua doação