Complexo, Doe, Gols Pela Vida, Hospital, Instituto de Pesquisa

Pequeno Príncipe recebe evento especial do projeto “Observador”, que beneficia a instituição

A ação registrou em imagens o cotidiano do maior hospital pediátrico do Brasil e também contou com oficinas de fotografia para as crianças e adolescentes em tratamento

Pacientes do Pequeno Príncipe ganharam exemplos do livro fotográfico do projeto “Observador”.

O Pequeno Príncipe recebeu, no dia 25 de abril, o evento de pré-lançamento do livro “Observador”, resultado da imersão de quatro fotógrafos de diferentes regiões do país na instituição. Com o intuito de revelar o cotidiano do maior hospital pediátrico do Brasil, o projeto promoveu, além do registro dos profissionais, oficinas de fotografia para crianças  e adolescentes em tratamento. Meninos e meninas tiveram contato com equipamentos fotográficos e conheceram diferentes técnicas como uso de luz e sombra, macrofotografia, retratos e muitas outras

Os fotógrafos participaram de um bate-papo no Pequeno Príncipe e autografaram a obra.

O brasiliense Gustavo Minas se surpreendeu ao chegar no hospital e encontrar tantas atividades culturais. “Eu não conhecia o Pequeno Príncipe e não imaginava que pudesse existir tanta coisa bacana dentro de um hospital. Toda a estrutura de acolhimento, brinquedotecas e atividades que são desenvolvidas aqui deixam os ambientes alegres”, destacou.

A curitibana Isabella Lanave já esteve no Pequeno Príncipe diversas vezes na sua infância. Por conta da imersão permitida pelo projeto “Observador”, redescobriu a instituição. “Já estive aqui muitas vezes quando criança, mas eu não tinha a menor ideia de como o Hospital realmente funcionava e nem fazia ideia de todas as especialidades que oferece. Eu gostei muito de conhecer e conversar com os colaboradores e entender que tudo funciona tão bem pela dedicação de cada um”, ressaltou.

A artista fluminense Tetê Silva falou sobre a emoção que sentiu ao chegar na instituição. “Quando cheguei aqui, eu não tinha a menor noção do que era o Pequeno Príncipe porque não o conhecia. Meu primeiro impacto foi muito intenso, não imaginava como conseguiria fotografar estando tão emocionada. Todo o trabalho de educação e cultura que é feito aqui é muito importante para as crianças, e no Rio de Janeiro não existe nenhum hospital que se possa comparar”, concluiu.

Ricardo Perini, de Curitiba, deixou registrado em suas fotografias a alegria de participar do projeto. “Foi uma chance maravilhosa poder estar aqui com vocês. É uma alegria muito grande registrar uma instituição que faz um trabalho tão bonito e que tem uma história tão importante não só no Paraná, mas no país também”, falou.

Os fotógrafos Isabella Lanave, Gustavo Minas e Tetê Silva registraram o cotidiano do maior hospital pediátrico do Brasil.

Exposição aberta ao público até o dia 10 de maio

Para conferir o resultado do projeto, a dica é visitar, até o dia 10 de maio, a exposição “Observador”. A mostra, que ocupa o Espaço Cultural BRDE – Palacete dos Leões (Avenida João Gualberto, 570 – Alto da Glória), está aberta ao público de segunda a sexta, das 12h30 às 18h30. A entrada é gratuita. O livro, comercializado a R$ 20, está à venda no local. A renda adquirida será integralmente revertida ao Hospital Pequeno Príncipe.

*A exposição contará com acessibilidade para deficientes físicos e deficientes visuais (10 aparelhos de audioguias).

 

+ Notícias

Faça sua doação