DSC_0134

Complexo, Hospital

Pequeno Príncipe presta contas para apoiadores paranaenses

Aproximadamente 30 empresas foram representadas no evento, que mostrou como estão sendo aplicados os recursos repassados ao Complexo

DSC_0137O ano de 2015 foi repleto de desafios para o Complexo Pequeno Príncipe. Apesar do cenário desfavorável, com o apoio da sociedade, empresas e parceiros, a instituição superou as dificuldades impostas na assistência e na pesquisa. Para comemorar as conquistas com transparência e credibilidade, o Complexo realizou um café da manhã de prestação de contas para investidores do Paraná. O evento ocorreu nessa quinta-feira, dia 14, no Bourbon Convention Hotel.

Um grupo de 50 parceiros, representantes de 30 empresas, esteve presente no encontro marcado por muita emoção diante dos resultados obtidos, além de networking. Em 2015, os investidores do Paraná representaram 40% do total de investidores.

“Nós fechamos 2015 no azul. Eu diria que para uma grande organização que atende SUS, isso é quase uma contravenção. Nós não demitimos ninguém e continuamos com o nosso número de atendimentos altíssimo, foram 311 mil crianças. Fizemos 23 mil internações e mantivemos o número de cirurgias – mais de 20 mil –, 20% delas de alta complexidade”, relatou o diretor corporativo do Complexo, José Álvaro Carneiro.

Para a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, a instituição ainda tem grandes dificuldades e desafios pela frente. Apesar disso, os números apresentados são motivo de comemoração. “Esse balanço e os investimentos que vão se concretizar neste ano refletem grande alegria. Quero agradecer muito a cada um de vocês, suas equipes, colaboradores e também a sociedade pela confiança de sempre”, apontou Ety.

Em 2016, o Pequeno Príncipe prevê importantes investimentos na saúde, como a conclusão da obra da subestação de energia, a implantação de um aparelho de ressonância magnética, uma nova hemodinâmica e um novo Lactário. Além da ampliação da unidade de transplante de medula óssea de três para dez leitos. Somam-se a essas conquistas, a implantação do Biobanco – primeiro banco de tecidos humanos do Paraná – e do Laboratório Genômico.

Os investimentos só foram possíveis graças ao investimento continuado da iniciativa privada. Confira alguns depoimentos de apoiadores:

DSC_0066

“Para nós, da Itambé, é um orgulho ser parceiro do Pequeno Príncipe, uma instituição de renome, conhecida mundialmente. Fazer parte dessa história é muito bacana.” – Cecilia Chiesse Hara, coordenadora de comunicação da Itambé Cimentos.

DSC_0154

“Eu encontrei no Pequeno Príncipe uma oportunidade de fazer a diferença no meu trabalho. Sou contador e sempre atuei em empresas multinacionais em Curitiba, mas percebi que poucas delas destinavam parte do imposto de renda para instituições filantrópicas. O nome do hospital trouxe a confiança necessária para abrir portas para projetos como esse.” – Anderson Lodovico, diretor de controladoria do banco CNH Capital.

DSC_0032

“A parceria com o Pequeno Príncipe é muito bacana e vai muito além de dar lucro, consiste em uma oportunidade de sermos agentes transformadores da sociedade. Além disso, a prestação de contas mostra o profissionalismo da instituição e traz a segurança necessária para contribuir.” – Paulo Roberto Bertoli, diretor financeiro da Castellar Engenharia.

DSC_0046Eu escolhi apoiar o Pequeno Príncipe por conta da credibilidade de seus projetos. Eu estive na instituição e vi como tudo é feito, com muito profissionalismo. Quando se fala em doação, você quer saber no que está sendo aplicado o dinheiro e o Hospital é rápido em prestar contas de tudo.” – Paulo Casagrande, aposentado e apoiador do Hospital.

DSC_0168

“Esse evento é excelente, porque demonstra transparência. Isso faz com que nós tenhamos um olhar ainda maior de colaboração diante da instituição. Nós apoiamos o Hospital há dez anos e passamos a sua causa diariamente para os nossos funcionários. Continuem contando com a nossa ajuda.” – Roseli Vizentin, coordenadora administrativa, e Cláudio Ribeiro, diretor financeiro do grupo químico Peróxidos.

DSC_0172

“O evento foi maravilhoso. As informações transmitidas foram muito claras e mostraram os avanços e a grande gestão feita pelo Complexo. O Pequeno Príncipe salvou a vida do meu filho e da minha neta, muitas histórias nos ligam com carinho e afeto.” – João Kopytowski, desembargador e apoiador do Hospital.

+ Notícias

Faça sua doação