Complexo, Doe, Gols Pela Vida, Hospital, Instituto de Pesquisa

Pequeno Príncipe faz homenagem especial aos médicos no ano do centenário

Ao celebrar um século, a instituição honra o passado e agradece o empenho de todos os profissionais, especialmente daqueles que dedicaram décadas de cuidado e amor à criança

A diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, com o diretor técnico da instituição, Donizetti Giamberardino Filho, que também foi homenageado.

Com 100 anos de história, o Hospital Pequeno Príncipe é um centro de referência em todo o Brasil. Esse reconhecimento só foi possível por conta da dedicação de toda a equipe técnica, que ajuda a transformar a realidade da saúde para milhares de crianças e adolescentes.

Ao longo dessa trajetória centenária, alguns médicos dedicaram uma vida inteira ao ofício de cuidar, tratar e, quando possível, curar. Na noite dessa quinta-feira, dia 31, uma singela homenagem foi realizada a alguns desses profissionais que ajudaram e ajudam a escrever a história do maior hospital pediátrico do Brasil.

O diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro, destacou o amor e dedicação dos médicos às crianças e adolescentes.

“Em comemoração aos 100 anos, celebramos o que nós todos temos em comum: um profundo amor e dedicação ao trabalho, que vai muito além do conhecimento técnico, mas que envolve questões emocionais, e uma relação de confiança do conjunto de médicos, dos profissionais da saúde e de quem está na administração. Essa é uma energia muito poderosa e é isso que nos move. Do fundo do coração acho que é isso que vai nos levar aos 200 anos”, agradeceu o diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro.

Nesta importante data, o Pequeno Príncipe comemora um século em que sociedade, médicos, enfermeiros, profissionais de saúde, investidores sociais e comunidade apoiam as atividades e a causa da saúde infantojuvenil. A mobilização destes grupos foi e é essencial para que milhares de meninos e meninas do Brasil possam ter acesso ao cuidado integral, com excelência técnico-científica e humanização.

“No Pequeno Príncipe, aprendemos e multiplicamos juntos generosidade e excelência, humanidade e profissionalismo, saberes e cuidados. Parabéns para vocês que, com muita dignidade, ultrapassam limites e com o coração e mente abertos materializam sonhos e trazem avanços para a medicina e para toda a nossa sociedade. A arte e a ciência é o que temos de mais belo e mais elevado. Obrigada a vocês médicos, cujo sonho e capacidade de transformação cruzam fronteiras”, ressaltou a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro.

Médicos que ajudaram a transformar o Pequeno Príncipe em um centro de referência foram homenageados.

Presidente voluntária da Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro desde 1966, Ety da Conceição Forte é um exemplo e sempre fonte de inspiração para diferentes equipes. “Infelizmente, por motivos de saúde, a Dona Ety não pode estar conosco hoje, mas saúda com carinho a cada um de vocês. Eu agradeço a cada um de vocês, e também à Dona Ety, que transforma cada momento em troca, cada encontro em celebração. Que é intensa, tem um coração generoso e uma capacidade de amar e desenhar com essa maravilhosa equipe e com as demais equipes de saúde uma realidade bonita para as nossas crianças. É uma honra fazer parte dessa equipe”, complementou Ety Cristina Forte Carneiro.

O diretor técnico, Donizetti Giamberardino Filho, recebeu uma homenagem especial por mais de 40 anos de dedicação à instituição e de 25 na função. “As pessoas foram e serão os tijolos da construção desta instituição, que tem identidade e alma. Com a chegada da jovem Ety da Conceição, nasce o Pequeno Príncipe. Novamente o sonho era maior que o previsto, a proposta era de equidade, de diminuição da desigualdade entre as crianças. Nesta nova unidade teve o importante apoio do Dr. Plinio de Mattos Pessoa e como primeiro diretor clinico o Dr. Gastão Pereira Cordeiro Filho. Ao lado, neste momento do tempo no Hospital de Crianças César Pernetta, já atuavam Dr. Augusto Mulinari, Dr. Luis Carlos Sobania, Dr. Ivan Beira Fontoura, Dr. Eurípides Ferreira, entre tantos outros. O sonho não vai terminar, e esta visão além da razão se deve a vocês”, avaliou.

O médico Donizetti Giamberardino Filho com alguns dos profissionais homenageados no evento.

Médicos homenageados

 

Dr. Antônio Ernesto da Silveira

Seu pioneirismo contribuiu para a implantação dos Serviços de Urologia Pediátrica e Transplante Renal. Sua dedicação à formação de profissionais da saúde à frente da Coordenação de Ensino e Pesquisa é outra contribuição importante à nossa história. Dedicado e visionário, sua atuação foi fundamental na elaboração do maior evento de especialidades pediátricas do país, o Congresso Criança.

 

Dr. Eurípides Ferreira

Sua história como pioneiro da hematologia pediátrica, do desenvolvimento de pesquisas clínicas e do transplante de medula óssea no Brasil garantiu o merecido reconhecimento internacional e foi imprescindível para transformar o Hospital Pequeno Príncipe em um centro de referência no tratamento do câncer infantojuvenil e na implantação do Serviço de Oncologia e Hematologia da nossa instituição em 1968. Sua atuação foi decisiva para a criação, em 2011, do Serviço de Transplante de Medula Óssea, que faz do Pequeno Príncipe a maior unidade do Brasil de TMO para crianças.

 

Dr. Cesar Cavalli Sabbaga

Sua atuação como cirurgião pediátrico nos ajudou a transformar vidas. É reconhecido mundialmente, especialmente no tratamento do tumor do córtex adrenal, e inspirou novas gerações de médicos que tiveram a honra de tê-lo como preceptor. Sua determinação é um estímulo a mais na capacitação desses profissionais. Por mais de cinco décadas, suas atividades, inclusive como diretor clínico,inspiraram nossas equipes e transformaram milhares de vidas.

 

Dr. Augusto Molinari

Suas atividades como preceptor na Residência Médica e à frente da direção do então Hospital de Crianças César Pernetta deixaram marcas fundamentais nessa jornada incansável em favor da vida.

 

Dr. Ewaldo Wendler

Como um dos pioneiros do Serviço de Anestesiologia Pediátrica, inspirou e colaborou com a formação de novos profissionais da área e sua atuação foi decisiva para que nossa instituição se tornasse um dos poucos centros pediátricos do país especializado em anestesia para crianças e adolescentes.

 

Dr. Gilvani de Azor de Oliveira e Cruz

Seus exemplos de postura humana e profissional servem de incentivo para continuarmos proporcionado mais saúde aos nossos pacientes e seus familiares diariamente. Sua atuação à frente do Serviço de Cirurgia Crânio-Maxilo-Facial do Hospital Pequeno Príncipe também inspirou novas gerações de médicos e de outros profissionais da saúde.

 

Dr. Ivan Beira Fontoura

Por décadas, sua atuação no Hospital Pequeno Príncipe ajudou a mudar a realidade de crianças e adolescentes de todo país. Ao lado de Dona Ety, foi responsável – também como diretor da nossa instituição – por transformar o Pequeno Príncipe em um centro pediátrico de referência nacional.

 

Dra. Marlene de Almeida

Seu trabalho como cirurgiã pediátrica e também na área de urologia foi fundamental na trajetória centenária do Hospital Pequeno Príncipe. A sua atuação acadêmica na Universidade Federal do Paraná (UFPR) também inspirou novas gerações de médicos e de outros profissionais da saúde.

 

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

  • Créditos: Ezequiel Prestes

+ Notícias

Faça sua doação