Complexo, Hospital

Pequeno Príncipe e o protagonismo feminino em sua história

Neste 8 de março, Dia Internacional da Mulher, destacamos a importância de todas as cidadãs que marcaram a trajetória da instituição e que fazem a diferença até hoje na saúde infantojuvenil

Dona Ety – como é chamada pelas equipes mais antigas do Pequeno Príncipe – ao lado dos pacientes em tratamento na instituição.

A história do Hospital Pequeno Príncipe iniciou em 1919, fruto da mobilização de um grupo de mulheres da sociedade curitibana pela estruturação de uma instituição pediátrica. Pioneirismo na causa e na essência, em um tempo em que às mulheres cabia a administração do lar. 99 anos se passaram e o trabalho de cada pessoa que passou por aqui, especialmente das mulheres, marcou a nossa história.

Em 1966, uma mulher especial se inseriu no Pequeno Príncipe. A artista plástica e ceramista Ety Gonçalves Forte  foi convidada para se tornar presidente voluntária da mantenedora do então Hospital de Crianças César Pernetta – Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro. Sua chegada, há mais de cinco décadas, representou um novo olhar sobre a saúde infantojuvenil, marcado pelo cuidado integral, digno e humanizado.

“O Hospital passou a ser a minha segunda casa. Quanto mais fazia, mais precisava. Chegou um momento em que o hospital já estava pequeno para tanta demanda. E era preciso crescer. E, assim, com a contribuição de muitas pessoas, nasceu o Pequeno Príncipe para oferecer o melhor tratamento possível e disponível. Nunca gostei de coisas mais ou menos, se é para fazer, que seja sempre o melhor”, relembra a presidente voluntária da Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, Ety Gonçalves Forte .

Com ousadia, humanização, humildade e amor às crianças, a voluntária consolidou a instituição como uma referência em pediatria no Brasil. Atualmente, o Pequeno Príncipe conta com 83% do seu quadro funcional formado por mulheres. Pode-se dizer que na constelação do Pequeno Príncipe, cada colaboradora é uma estrela com o seu brilho.

“Neste 8 de março, data em que é celebrado o Dia Internacional da Mulher, agradeço a cada colaboradora por aplicar, diariamente, seu conhecimento e cuidado para com as nossas crianças. Agradeço também a cada mãe, voluntária e apoiadora por fazerem deste hospital o orgulho de todos e, principalmente, o melhor lugar de cuidado amoroso e generoso de saúde”, enfatizou a diretora executiva do Hospital, Ety Cristina Forte Carneiro.

“Todas nós seguimos em frente quando percebemos como fortes e admiráveis são as mulheres à nossa volta.” – Rupi Kaur

Uma homenagem especial a todas as mulheres das nossas vidas e que fazem parte da história do Pequeno Príncipe! Parabéns pelo seu dia.

+ Notícias

Faça sua doação