Pequeno Príncipe: assistência e pesquisa em prol da vida - Complexo Pequeno Príncipe

Complexo, Doe, Faculdades, Gols Pela Vida, Hospital, Instituto de Pesquisa

Pequeno Príncipe: assistência e pesquisa em prol da vida

Na nona live dedicada a assuntos pertinentes à saúde infantojuvenil, a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe e diretora-geral do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, falou sobre importantes diferenciais da instituição

O Instituto de Pesquisa Pelé Príncipe: trabalho integrado com o Hospital em prol de crianças e adolescentes de todo país.

No clima do 101º aniversário da instituição, a 9ª live do Hospital, dedicada a assuntos pertinentes à saúde infantojuvenil, abordou o tema “Como o Pequeno Príncipe une assistência e pesquisa em prol da vida”. O bate-papo virtual é realizado a cada 14 dias e transmitido pelo perfil do maior hospital pediátrico do Brasil no Instagram, sempre às quartas-feiras, às 17 horas.

Para esse painel, promovido no dia 4 de novembro, a convidada especial foi a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe e diretora-geral do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro. Bastante inspiradora, durante a conversa ela revelou detalhes de sua trajetória, marcada pela dedicação da sua mãe às crianças e adolescentes de todo Brasil.

A integração entre pesquisa e assistência faz parte do DNA do Pequeno Príncipe.

A mãe, Ety Gonçalves Forte, é presidente, há mais de cinco décadas, da Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, mantenedora do Complexo Pequeno Príncipe. Desde pequena, Ety Carneiro cresceu nesse ambiente repleto de amor e solidariedade. Aos 8 anos, por exemplo, cultivava o sonho de ser cientista e descobrir a cura de doenças graves.

Há mais de um século transformando vidas, o Hospital ganhou o respeito e carinho de todos os brasileiros. “Unir assistência e pesquisa é muito importante e o Pequeno Príncipe é motivo de orgulho em todo o país. Tem uma capacidade especial de multiplicar conhecimento, de disseminar as melhores práticas e novos métodos de diagnóstico e tratamento. A instituição valoriza o papel de cada pessoa, desde o colaborador, passando pelo paciente e sua família”, comenta Ety Cristina Forte Carneiro.

Um dos diferenciais do Pequeno Príncipe é a capacidade de antecipar iniciativas que viriam a se tornar políticas públicas. Algumas delas, como o Setor de Educação e Cultura e o Família Participante, ganharam forma ainda nos anos de 1980 – antes da promulgação do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), em 1990. “Sempre tivemos pessoas maravilhosas e ousadas nessa caminhada”, reitera a diretora. Ety Cristina Forte Carneiro também destacou a importância da criação da unidade educacional (Faculdades Pequeno Príncipe), em 2003, e do início das atividades, em 2006, do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe com o apoio do maior atleta do século XX. “O Instituto se dedica hoje às doenças complexas da infância e tem como missão a diminuição da mortalidade infantojuvenil”, finaliza.

A diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe e diretora-geral do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, falou de importantes diferenciais da instituição.

Lives

Também participaram das lives o vice-diretor técnico do Pequeno Príncipe, o infectologista pediátrico Victor Horácio de Souza Costa Júnior, que esclareceu dúvidas importantes no painel “Retorno às Aulas e Pandemia – Quais as Perspectivas em Meio ao Cenário Atual?”, a médica imunologista pediátrica do Hospital Pequeno Príncipe e pesquisadora do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, Carolina Prando, que abordou o tema “Seu Filho tem Infecções de Repetição?”,  o gastroenterologista pediátrico Mário Vieira, que falou sobre “Alergias Alimentares”, e a médica oncologista pediátrica do Pequeno Príncipe, Ana Paula Kuczynski, comandou o bate-papo sobre  “A Importância do Diagnóstico Precoce nos Casos de Câncer Infantil”.

No Setembro Amarelo, o painel “Prevenção ao Suicídio na Infância e Adolescência: Precisamos Falar Sobre Isso” trouxe importantes orientações da psicóloga Daniela Prestes. No fim do mês (23/9), o médico e chefe do Serviço de Otorrinolaringologia do Pequeno Príncipe, Lauro João Lobo Alcântara, discutiu os cuidados com o sono na infância e adolescência no bate-papo intitulado  “Ronco: Quando Levar Meu Filho ao Otorrino?”.

Em outubro, o painel “Vacinação: Tudo o que Você Precisa Saber”, realizado no dia 7, contou com a presença da médica pediatra Heloisa Ihle Garcia Giamberardino, coordenadora do Serviço de Epidemiologia e Controle de Infecção Hospitalar do Hospital e responsável pelo Centro de Vacinas Pequeno Príncipe. No mesmo mês, em comemoração ao 101º aniversário do maior hospital pediátrico do Brasil, o médico Donizetti Dimer Giamberardino Filho comandou, em 21/10, a live batizada como “Pequeno Príncipe: Hospital Único”. Para saber a programação completa e conferir as edições anteriores, basta acompanhar as redes sociais da instituição.

Programe-se

Nesta quarta-feira, dia 18/11, a 10ª live do Hospital Pequeno Príncipe tem como tema “Introdução Alimentar – Principais Dificuldades dos Bebês e dos Pais”. O painel conta com a participação do médico pediatra Eduardo Gubert.  As perguntas podem ser enviadas pelo Instagram da instituição e a transmissão começa às 17 horas. Participe!

+ Notícias

Faça sua doação