Complexo, Hospital

Parceria com o Colégio Bom Jesus garante materiais de desenho e pintura aos pacientes do Pequeno Príncipe

Os alunos da instituição de ensino arrecadaram 16 mil unidades de giz de cera, lápis de cor, ilustrações para colorir e folhas brancas para as crianças e adolescentes atendidos pelo Hospital

Com o objetivo de tornar mais colorida e divertida a rotina dos pacientes no Hospital Pequeno Príncipe, sedes do Colégio Bom Jesus arrecadaram 16 mil unidades de giz de cera, lápis de cor, desenhos para colorir e folhas brancas para crianças e adolescentes atendidos pela instituição. A entrega simbólica dos materiais foi feita nesta terça-feira, dia 18, e contou também com a participação do Coral Pequeno Príncipe Vocale II.

A ação contribui para o desenvolvimento dos meninos e meninas. “Com os lápis e folhas para desenhar, nós conseguimos dar continuidade às atividades lúdicas que fazem parte da rotina do Hospital. Isso faz com que as crianças se sintam melhor e consigam se desenvolver ainda mais”, explica a coordenadora do Setor de Voluntariado da instituição, Rita Lous.

Para a coordenadora Pedagógica do Bom Jesus, Marli Mendes, é muito gratificante participar dessa arrecadação. “É muito gratificante para nós poder contribuir, de alguma maneira, com o Hospital Pequeno Príncipe, uma instituição que respeitamos e em que acreditamos”, comenta. A coordenadora ainda faz questão de destacar a importância da ação para alunos, professores, funcionários e toda a comunidade acadêmica. “Para o Bom Jesus, a ação foi muito especial, pois com esses projetos temos a oportunidade de ver despertar em nossos alunos a vontade de ajudar o próximo e se voluntariar. O valor humano é muito maior!”, completa.

A paciente Maria Julia, de 5 anos, ficou muito feliz com a entrega dos materiais. “Eu amo pintar e colorir as coisas. Foi muito legal o que eles fizeram, né?”, disse. O aluno do Bom Jesus João Vitor Zajaczkoski, de 13 anos, que arrecadou sozinho 60 caixas de lápis de cor, contou que ver a alegria da criançada é gratificante. “Estou contente, porque conseguimos algo que é realmente importante”, apontou.

+ Notícias

Faça sua doação