visita_jogador_Evandro_para_paciente_Victor_Mateus_freitas_santos (43)

Complexo, Hospital

Paciente do Pequeno Príncipe realiza sonho e conhece jogador do Coritiba

A manhã foi marcada por lágrimas, abraços e muito futebol na instituição

O homem-gol do Coritiba, Evandro da Silva, de 18 anos, marcou mais um golaço nesta segunda-feira, dia 10. Desta vez, o lance não ocorreu nos gramados e também não foi contra nenhum time. Pelo contrário, o clube e o Hospital Pequeno Príncipe jogaram em favor da mesma causa, em um estádio um tanto quanto inusitado. Foi no Jardim dos Sonhos, área que fica em frente à instituição, que Victor dos Santos, de 14 anos, realizou seu grande desejo.

O pedido do menino era simples. Victor queria ganhar um chinelo que estampasse seu time do coração. O desejo foi revelado para a colaboradora do Pequeno Príncipe Jamile Arruda, quando o maior rival do Coritiba, o Atlético Paranaense visitou o Hospital dia 22 de julho. O paciente foi surpreendido. Jamile contou a história para sua amiga Letícia Tesserolli, que  logo repassou a informação para o seu marido e sócio do alviverde, Fábio Meyer. Ele correu atrás da equipe do Coritiba, que decidiu apoiar a ideia. “Eu  entrei em contato com integrantes das redes sociais do Coxa, fui até a loja do time e na da torcida organizada Império e comprei algumas lembranças”, explicou.

A visita

Além de ganhar um kit com vários mimos do clube, Victor recebeu uma camiseta autografada das mãos do próprio jogador. Fã e ídolo aproveitaram o momento para bater uma bolinha juntos. “A emoção de conhecer um jogador de futebol e ganhar um monte de presentes é grande. É a realização de um sonho que eu sempre tive, de conhecer o Evandro. Estou muito feliz”, relatou o paciente.

visita_jogador_Evandro_para_paciente_Victor_Mateus_freitas_santos (60)

Durante o encontro, outras crianças se aproximaram do craque para conversar e tirar fotos. Uma delas foi a torcedora Victoria Cruz, de 14 anos, que ganhou um autógrafo do jogador em seu gesso.

A paixão Coxa vem do berço e sua mãe, Edilene Cruz, aproveitou a oportunidade para mandar um recado ao clube. “Gostaria de dizer aos jogadores que em todas as situações adversas da vida nós encontramos uma solução. A Victória já passou por nove cirurgias aqui no Pequeno Príncipe, quatro delas no coração. Ela já ficou 15 dias em coma na UTI, mas agora está bem, graças a Deus. Então, quero dizer que basta confiar que, com certeza, o time vai sair desta situação”, aconselhou Edilene, referindo-se ao momento difícil pelo qual o Coritiba passa, com chances de ser rebaixado para a segunda divisão.

O jogador agradeceu as palavras da mãe e também contou que pretende voltar mais vezes ao Hospital. “Eu simplesmente não consigo encontrar palavras para dizer a alegria que sinto em ver essas crianças e saber que elas reconhecem o meu trabalho. Ser o ídolo delas é maravilhoso. Mesmo passando por problemas e dificuldades, ver o sorriso no rosto delas é muito gratificante. Espero voltar aqui mais vezes para isso”, disse Evandro.

+ Notícias

Faça sua doação