Complexo, Hospital

Oficina integra pais e pacientes atendidos pelo Programa Appam

A atividade de culinária proporcionou um momento de aprendizagem e convivência entre os participantes

Pais e pacientes participam de oficina com objetivo de integrar e formar.

Com o objetivo de formar e integrar pais e pacientes, o Programa de Apoio, Proteção e Assistência às Crianças e Adolescentes com Mielomeningocele (Programa Appam) – Centro de Reabilitação e Convivência do Hospital Pequeno Príncipe promoveu uma oficina de churrasco na tarde de sábado, dia 16. O momento de convivência faz parte do Programa Appam – módulo 3, viabilizado por meio de renúncia fiscal.

O churrasqueiro Paulo Rio Branco conduziu a oficina de forma educativa. Além de entregar uma apostila com informações sobre as carnes e molhos, ensinou também os melhores cortes e pontos certos para cada tipo de receita. “A ideia é que vocês aperfeiçoem os churrascos que já realizam para os familiares, mas que possam ver essa atividade como uma possível forma de renda extra”, acrescentou.

Acompanhado do filho, Rhider gostou da oficina proporcionada pelo Programa Appam.

A ação surpreendeu os participantes. “É a primeira vez que participo. Achei muito interessante, pude esclarecer dúvidas, como os cortes da carne, como assar e fazer o fogo. Além disso, conhecer melhor os outros pais e compartilhar experiências”, ressaltou Rhider Rodrigues de Lima, pai do paciente Elias Lopes, de 10 meses.

Além do aprendizado, o grupo teve a oportunidade de saborear o cardápio especialmente elaborado para o encontro – com linguiça, picanha e costelinha de porco ao molho de mostarda e mel. “Geralmente, os eventos são voltados às mães, então foi muito interessante proporcionarem esse momento para nós, pais. Sou o churrasqueiro da família, mas foi uma boa oportunidade para aperfeiçoar as técnicas”, destacou André Marcondes, pai do paciente Gabriel Marcondes, de 4 anos.

 

+ Notícias

Faça sua doação