Teatro_de_sombras_30_03_2015 (87)

Complexo, Hospital

Oficina de teatro ensina crianças a brincar com as próprias sombras

A iniciativa, além de desenvolver a imaginação dos pequenos, traz o clima do Festival de Curitiba para dentro do Pequeno Príncipe

Dar asas à imaginação é cada vez mais difícil, já que com tantos recursos tecnológicos tudo parece simples e fácil demais. Para fugir à regra, as crianças em tratamento no Hospital Pequeno Príncipe tiveram uma oportunidade diferente na tarde desta segunda-feira, dia 30. Uma ação entre a instituição e a empresa de higiene e limpeza Mili promoveu uma oficina de teatro de sombras para os pacientes e alunos da creche do HPP, que ficaram animadíssimos com as inúmeras possibilidades de criação a partir das próprias mãos.

Macacos, rinocerontes, borboletas, leões e cachorros ganharam vida no imaginário dos pequenos, que emitiram até mesmo os sons dos bichos enquanto brincavam com as sombras. Para Katiane Vorma, mãe da paciente Helena, a iniciativa é muito bacana, porque traz o teatro a quem nem sempre pode se deslocar até ele. “Eles estão aqui internados e, além de se distrair, têm acesso à cultura, isso é muito legal”, afirmou.

Engana-se quem pensa que a diversão acaba no final da oficina. De acordo com a gestora de marketing da Mili, Cinthia Micheleto, a simplicidade do teatro garante que ele continue em casa e também nos quartos do Hospital. “É muito fácil de reproduzir, basta uma parede e uma fonte de luz”, relatou.

Além da oficina no Pequeno Príncipe, a Mili promove – juntamente com o Ministério da Cultura – a mesma interação com as crianças durante o Festival de Curitiba, com a mostra Guritiba. As apresentações vão até o dia 5 de abril, no Museu Oscar Niemeyer. Para mais informações, acesse festivaldecuritiba.com.br/guritiba

 

 

+ Notícias

Faça sua doação