Complexo, Doe, Hospital, Instituto de Pesquisa

Noite dos Chefs Curitiba: uma celebração à vida

Cerca de 300 pessoas participaram do jantar que uniu solidariedade e gastronomia para comemorar os 100 anos do Hospital Pequeno Príncipe

A diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, com os chefs responsáveis pela 13ª edição do evento.

Em comemoração ao centenário do Hospital Pequeno Príncipe, a 13.ª Noite dos Chefs, realizada nessa quinta-feira, dia 6, no Graciosa Country Club, foi marcada pela solidariedade e o amor às crianças. O evento, que beneficia os trabalhos de assistência e pesquisa da instituição, reuniu cerca de 300 apoiadores comprometidos com a causa da saúde infantojuvenil.

A participação especial de Eduarda Caroline Matoso, de 17 anos, foi um dos destaques da edição 2019 da Noite dos Chefs na capital paranaense. Paciente do Pequeno Príncipe desde os 14 anos, ela encontrou acolhimento e tratamento no Hospital. “Eu não sabia que leucemia era um tipo de câncer e os médicos e psicólogas foram superpacientes em me explicar. Deixaram tudo muito claro e sempre frisando que era algo possível de ser curado”, contou

A história de Eduarda se une com a de milhares de outras em um século de atuação do Pequeno Príncipe. A diretora executiva do Hospital, Ety Cristina Forte Carneiro, ressaltou a importância dos apoiadores para que vidas possam ser transformadas. “As digitais de cada um de vocês estão nos resultados positivos que temos para compartilhar. Lembro que se não fossem os investimentos dos nossos apoiadores, todos os anos, fecharíamos o caixa no vermelho em cerca de R$ 35 milhões”, explicou.

O evento beneficia os trabalhos de assistência e pesquisa da instituição.

Os resultados positivos alcançados foram destacados pelo diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro. “Recebemos no último ano dois prêmios e esse ano alcançamos a certificação de excelência da ONA. Agora, uma certificação internacional está no nosso horizonte”, comentou.

A chef Renata Abreu, da Gastronomia Palazzo Lumini, que foi responsável pela curadoria gastronômica do evento, destacou o apoio às crianças como a grande motivação para participar do evento. “Desde que fui conhecer o Hospital, fiz questão de falar que quero participar todo o ano porque eu gosto muito mesmo, sempre pensando nas crianças. Estou muito feliz de estar fazendo parte deste momento em que o Pequeno Príncipe completa 100 anos”, finalizou.

A cantora Rafa Gomes fez uma participação especial na 13.ª Noite dos Chefs.

 

Patrocinadores e apoiadores

A Mondelēz está com o Pequeno Príncipe desde a primeira edição da Noite dos Chefs e apoia o hospital em diferentes projetos. “A Mondelēz tem um propósito de levar alegria e felicidade a todas as pessoas e temos o Pequeno Príncipe como uma referência de transformação da vida das pessoas. A gente, como companhia, entende que pode contribuir com isso”, destacou Cristiano Fernandes, diretor da planta Curitiba da Mondelēz.

Para Moacir Ezequiel Alves Ferreira, gerente-geral corporate do Bradesco, o Pequeno Príncipe tem uma causa nobre e por isso merece todo o apoio. “É um segmento que no Brasil precisa de muito auxílio, tem muitas pessoas que dependem de uma assistência, de uma dignidade. E nós estamos aqui para reforçar nossa colaboração e nos colocar à disposição para outros projetos que virão”, falou;

Na opinião de Stefan Wajdwociz, sócio-proprietário da Stecla Engenharia, o Pequeno Príncipe é uma das instituições mais confiáveis no país. “É uma instituição que eu acredito e no Brasil algumas coisas estão difíceis de acreditar. Minha esposa trabalhou no Pequeno Príncipe e me contava como era o trabalho, da seriedade, da dedicação. A partir daí nunca mais paramos de apoiar”, reiterou.

 

+ Notícias

Faça sua doação