DSC_0293

Complexo, Hospital

Noite do Bem: uma celebração da vida

Jantar em prol do Projeto de Oncologia, Hematologia e Transplante de Medula Óssea do Hospital Pequeno Príncipe reuniu mais de 200 apoiadores

DSC_0293Uma noite de celebração da vida. Com essas palavras, a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, definiu a quinta edição da Noite do Bem. O evento realizado nessa quarta-feira, dia 11, no Espaço Klaine, reuniu mais de 200 apoiadores do Projeto de Oncologia, Hematologia e Transplante de Medula Óssea (OHTMO) da instituição. “É uma alegria estarmos aqui. Vivenciamos pequenos grandes milagres todos os dias no Pequeno Príncipe. Isso graças a pessoas que se doam por uma missão”, afirmou ela.

O serviço de OHTMO do Hospital é referência na área de oncologia pediátrica. Com 47 anos de atividades, é atualmente o maior do Paraná e um dos mais importantes do Brasil, com cerca de 80% dos seus atendimentos realizados via Sistema Único de Saúde (SUS). Os pacientes em tratamento não são somente de Curitiba. A instituição recebe crianças e adolescentes com câncer e doenças do sangue provenientes de outros municípios paranaenses, além daqueles que vivem em Estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Ceará e Rondônia.

Na Oncologia e Hematologia são tratadas enfermidades como tumores sólidos e doenças hematológicas malignas e benignas, por exemplo. Conta com 12 leitos de internamento e são realizadas aproximadamente 30 consultas médicas e 25 aplicações de quimioterapia todos os dias. Somente em 2014, foram verificados 110 casos novos de doenças malignas; até outubro de 2015, foram 91. A unidade de transplante de medula óssea tem três leitos e postos médico e de enfermagem. Inaugurada em 2012, realizou desde então 61 transplantes. No ano passado, foram 18 procedimentos. Neste ano, já foram 19.

DSC_0428Um dos idealizadores do projeto de implantação da unidade de TMO do Hospital, o médico Eurípides Ferreira falou sobre a importância do serviço. “Nessa reunião, vocês trazem todo o apoio e nós pretendemos responder a essa contribuição com resultados. É um trabalho desenvolvido em conjunto, com médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos e serviço social, por exemplo. Nossos desafios são aumentar o número de leitos e de transplantes, para trazer mais benefícios aos nossos pacientes”, adiantou.

A coordenadora do serviço de Oncologia e Hematologia do Pequeno Príncipe, a médica Flora Mitie Watanabe, ressaltou os avanços conquistados recentemente na instituição. “A equipe maravilhosa que nós temos tem realizado um trabalho com dedicação para atender às nossas crianças. Tivemos muitos avanços neste ano, como a ampliação e a revitalização da unidade de oncologia ambulatorial, o que tem proporcionado mais conforto aos meninos e meninas atendidos. Nossos pacientes estão mais felizes”, disse.

Apoiadores
DSC_0255O crescimento do número de apoiadores do OHTMO foi destacado durante a noite pelo padrinho do projeto, Dinho Elache. “É surpreendente. Um projeto que começou há quase cinco anos como um sonho e que conseguimos colocar em pé. Hoje, fiquei feliz ao ver que temos muitos colaboradores novos dentro da iniciativa. E os resultados apresentados, como os quase 70 transplantes realizados, são uma vitória imensa”, salientou.

A proprietária da Geiger Indústria de Máquinas e madrinha da Noite do Bem desde a sua primeira edição, corroborou a opinião de Elache. “A cada ano, sentimos que mais pessoas se comovem com essa causa e que os frutos também aumentam. O motivo do projeto é muito comovente. Nós já vivenciamos isso e sabemos que é sofrido para uma família passar por um transplante de medula. Imagine isso ainda sem recursos. Então, damos o nosso máximo para conseguir angariar a quantia que for necessária”, declarou.

Um dos importantes apoiadores para a realização desta Noite do Bem foi Geraldo Klaine, proprietário do Espaço Klaine. Ele cedeu o local e ofereceu boa parte da estrutura do evento. “Ajudar na realização deste acontecimento vem de um sentimento de gratidão. Em 1991, minha mulher estava grávida de gêmeos e um deles faleceu. O outro sobreviveu e hoje está firme e forte. Ele foi tratado no Pequeno Príncipe e a equipe do Hospital foi excepcional. Então, sempre pensei em contribuir e nunca tive a oportunidade, que veio agora. É um sentimento de retribuição que nos leva a fazer tudo isso e eu gostaria de realizar muito mais”, concluiu.


União de sabores e solidariedade
A quinta edição da Noite do Bem foi marcada pela união de sabores e solidariedade. Um delicioso menu degustação preparado pelo chef Nilson Castro – além de finger foods e uma deliciosa mesa de doces como sobremesa – foi servido aos apoiadores presentes. Tudo harmonizado com vinhos e espumantes.

Durante o evento, também foi realizado um leilão silencioso de uma ilustração de autoria da ilustradora e designer Gabriela Verillo de Medeiros, de 19 anos. Ex-paciente do serviço de Oncologia, Hematologia e Transplante de Medula Óssea do Hospital Pequeno Príncipe, ela doou essa e mais 45 ilustrações de seu projeto denominado 1 Menina e 365 Cabelos – todas elas vendidas na ocasião e com a renda revertida para o OHTMO. “Eu queria uma forma de agradecer a instituição com uma coisa que significasse algo para mim. Hospital de criança não pode ser um lugar de tristeza, pois para muitos acaba sendo a segunda casa. Que as ilustrações possam trazer muita alegria para todos”, afirmou.

A Noite do Bem contou com o patrocínio de: Espaço Klaine; Almeida Lopes; Anel Empreendimentos; Argus Frigorífico; Bauart Construções e Empreendimentos; Geiger Indústria de Máquinas; Hansel Imóveis; e Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas no Estado do Paraná (Setcepar). O evento também teve o apoio de: Précoma Odontologia; Famiglia Zago; Marca Laser; Marcela Fornasari Doces Finos; Letícia Schneider; Terrana Espumantes; e Zahil.

+ Notícias

Faça sua doação