Complexo, Doe, Hospital

Noite do Bem celebra os 50 anos do Serviço de Hemato-Oncologia

Apoiadores do Hospital Pequeno Príncipe participaram de um jantar especial no Espaço Klaine

Um jantar para celebrar a vida e reforçar o apoio social que o Pequeno Príncipe tem recebido ao longo da sua história quase centenária – essa foi a marca da 8ª Noite do Bem, que reuniu apoiadores do Hospital nessa terça-feira, dia 27, no Espaço Klaine.  Os resultados da trajetória do Serviço de Hemato-Oncologia foram comemorados de maneira especial celebrando os 50 anos de atividades e a evolução da infraestrutura com a implementação e junção, em 2011, do Centro de Transplante de Medula Óssea.

No Serviço de Oncologia, Hematologia e Transplante de Medula Óssea (OHTMO) do Hospital Pequeno Príncipe pequenas vitórias são comemoradas todos os dias. Hoje, o serviço é o maior do Paraná e está entre os mais importantes do Brasil fazendo parte da história de milhares de meninos e meninas, como o Guilherme Piemonte Moretão, de 15 anos, que, tímido, preferiu deixar a mãe contar a sua história de superação durante o jantar.

“Estamos prestes a completar 10 anos do TMO do Gui. Uma caminhada longa, mas sempre com muito apoio e suporte dos melhores profissionais. Ele não era só tratado, ele era acolhido por todas as pessoas. Na época, o hospital não fazia o TMO, mas mesmo depois do procedimento feito em outra instituição, pedimos para voltar a fazer o tratamento no Pequeno Príncipe porque nos sentíamos em casa. O hospital foi a nossa casa e isso faz toda a diferença”, compartilhou a mãe do paciente, Mariana Piemonte.

Emocionados ao reviver a história do Guilherme, a chefe do Serviço de Hemato-Oncologia, Flora Watanabe, e o chefe do Serviço de Transplante de Medula Óssea, Eurípides Ferreira, agradeceram aos parceiros presentes pelo apoio que faz a diferença na vida dos meninos e meninas. “Eu confesso que quando o doutor Eurípides me chamou para fazer oncologia, há 50 anos, eu neguei de primeira. Falei: ‘Para ficar assinando atestado de óbito?’. E hoje, ver as nossas crianças com quase 80% de chances de cura é incrível. A medicina é incrível, mas ela só acontece com o apoio de vocês”, agradeceu a médica.  “Eu sempre digo aos médicos mais novos que estão chegando: estudem, sejam ótimos, mas, acima de tudo, sejam humildes e faça tudo com amor. As crianças sentem isso ainda mais”, completou Ferreira.

O apoio constante dos patrocinadores do Pequeno Príncipe transformara a realidade da instituição. Para manter e ampliar muitas das atividades, o Hospital conta com a excelência técnico-científica, humanização e parceria de toda a sociedade engajada à causa da saúde infantojuvenil. “Temos evoluído muito e sempre mais com a implementação de tecnologias em prol da saúde. O Laboratório Genômico é um exemplo e já é realidade. Isso se torna possível quando recebemos o apoio de vocês”, agradeceu o diretor do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro.

Presente na cerimônia, o diretor de assistência do Pequeno Príncipe, Donizetti Giamberardino, parabenizou a equipe do Serviço de Hemato-Oncologia pelos 50 anos de histórias repletas de desafios e conquistas. “Nem sempre se pode curar, mas sempre se pode cuidar. A melhor gratificação que recebemos é ver a gratidão nos olhos de cada família, de cada paciente. E sabemos que é assim também nesse serviço. Por isso gostaria de parabenizar a todos da equipe aqui representados pela doutora Flora e pelo doutor Eurípides”, finalizou.

Jantar com sabor de solidariedade

Os convidados da Noite do Bem degustaram um menu especial durante o evento, assinado pelo chef Geraldo Klaine. “O Pequeno Príncipe representa o cuidado, a solidariedade e para nós é um imenso prazer fazer parte dessa história de alguma forma. São quatro anos participando deste evento com muito orgulho e sabor e já adianto que ano que vem está garantido: vamos ser penta! ”, afirmou.

Apoios que transformam

Diversas pessoas e empresas contribuíram para o sucesso da noite. O casal Marjorie e Danilo Hauser apoia e viabiliza a Noite do Bem desde 2011. “O nosso apoio é de coração por tudo que vocês fazem pelas crianças mesmo nas dificuldades que o país se encontra. Sabemos que é preciso complementar as despesas SUS e como seres humanos tentamos ajudar com um pouquinho para que o atendimento de qualidade seja sempre realidade às crianças”, apontou o casal.

A 8ª Noite do Bem contou com o patrocínio ouro da De Paola e Panasolo Sociedade de Advogados, representada por Leonardo de Paola, que já passou pelo Pequeno Príncipe como paciente e também como pai. “Temos que apoiar sempre, mas apoiar instituições que a gente vê o resultado, a competência e o comprometimento. E eu vi e vivi tudo isso no hospital. É uma alegria patrocinar esse evento”, contou.

Os capítulos da história quase centenária do Pequeno Príncipe são escritos por muitas mãos e o apoio de toda a sociedade é fundamental para garantir a qualidade nos atendimentos, já que a instituição, filantrópica, oferece 70% das vagas a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). No Serviço de Oncologia, Hematologia e Transplante de Medula Óssea, 80% dos atendimentos são provenientes do SUS.

A realização desta noite só foi possível devido aos patrocínios de Agisa Contêineres, Alcatraz Alarmes Monitorados, Bauart, Bellinati Perez, BGV Administradora de Bens e Geiger Indústria de Máquinas. O evento contou ainda com o apoio da Vinícola Santa Augusta e da clínica de Cirurgia Plástica Avançada Dr. Persio Ferreira Filho.

 

 

+ Notícias

Faça sua doação