Complexo, Doe, Gols Pela Vida, Hospital, Instituto de Pesquisa

Médico Cesar Cavalli Sabbaga realiza a sua última cirurgia no Pequeno Príncipe

Após 54 anos de atuação e mais de 50 mil procedimentos em crianças e adolescentes, o cirurgião vai se dedicar ao ensino dos médicos residentes do Hospital

O médico Cesar Cavalli Sabbaga: referência em cirurgia pediátrica.

O mês do centenário do Pequeno Príncipe começou marcante. Nessa segunda-feira, dia 7, um dos cirurgiões mais antigos do Hospital, o médico Cesar Cavalli Sabbaga, com 54 anos de dedicação à saúde infantojuvenil, realizou a última cirurgia da sua carreira.

Uma cirurgia de reconstrução do intestino, de um paciente de 9 anos, marcou esse momento histórico da vida do profissional. O procedimento durou 6 horas e o menino passa bem.

“Estou saindo realizado e com sentimento de dever cumprido. Agradeço pelos anos de trabalho neste centro cirúrgico, por todos os profissionais e, especialmente, pelas meninas da sala de cirurgia que farão com que o Pequeno Príncipe continue com o trabalho de referência realizado até hoje”, afirmou o médico.

Honra

Para o Hospital, é uma honra contar com médicos exemplares que fazem a diferença na vida de milhares de crianças e adolescentes, como Cesar Sabbaga. São mais de cinco décadas de atuação sem qualquer sanção ética. Para homenageá-lo neste momento, a instituição entregou uma medalha que representa o 351º gol da carreira de Pelé, marcado em 1960, década em que o médico começou a trabalhar no Hospital.

“Com muito orgulho, Dr. Sabbaga faz parte da história de construção do Pequeno Príncipe. Seus exemplos de postura humana e profissional servem de incentivo para continuarmos proporcionado mais saúde às crianças, aos adolescentes e familiares”, destacou o diretor técnico do Hospital, Donizetti Dimer Giamberardino Filho.

O diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro, agradeceu o trabalho realizado e ao profissional que se tornou. “O Dr. Sabbaga tem uma história de cuidado aos pacientes que é irretocável. Neste momento em que decidiu parar de operar, mesmo no auge da sua forma técnica, demonstra o seu respeito e comprometimento aos pacientes e familiares. Em nome de todos os diretores e equipes, só posso agradecer pelas mais de cinco décadas”, destacou o diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro.

O médico foi homenageado pelas equipes e diretoria do Hospital Pequeno Príncipe.

 

Trajetória

O médico Cesar Cavalli Sabbaga começou a trabalhar no Pequeno Príncipe em 1965. Ao lado de Antonio Ernesto da Silveira, é considerado um dos primeiros profissionais com residência em cirurgia pediátrica, concluída em 1969 pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Pediátrica.

Naquela época tudo era muito diferente e não havia sistema informatizado. Os dados dos pacientes nos prontuários, por exemplo, eram registrados à mão. Pelas contas, acredita-se que ele já tenha realizado mais de 50 mil cirurgias em crianças e adolescentes durante nesse período.

Quando questionado sobre quais sonhos tinha no início da sua carreira, Cesar Sabbaga já imaginava o seu futuro. “Era ser um cirurgião de sucesso e ter uma vida que fosse gratificante na hora que tivesse que parar de trabalhar”, comentou.

 

 

 

+ Notícias

Faça sua doação