Complexo, Doe, Hospital, Instituto de Pesquisa

Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe participa da Expo Educação

A primeira edição da feira interativa, promovida pela Secretaria Municipal da Educação de Curitiba, contou com cerca de 19 mil inscritos

A equipe do Núcleo de Neurociências do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe (IPP) participou da Expo Educação destacando o tema “Transtornos Comportamentais e Dificuldades de Aprendizagem em Crianças e Adolescentes”.

O Núcleo de Neurociências do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe (IPP) participou da Expo Educação, feira interativa realizada entre os dias 31 de julho e 1º de agosto pela Secretaria Municipal da Educação de Curitiba no Expo Renault, no Parque Barigui. O IPP apresentou em seu estande o tema “Transtornos Comportamentais e Dificuldades de Aprendizagem em Crianças e Adolescentes”.

Mara Lucia Cordeiro autografou o livro “Brincar para Aprender: Neurociências e Psicopedagogia no Processo da Aprendizagem” durante o evento.

Os participantes que foram até o estande do IPP puderam tirar suas dúvidas sobre transtornos mentais, descobriram quais são os sinais de alerta e,  principalmente, tiveram a oportunidade de saber como  os educadores podem ajudar as crianças e adolescentes. No final, o público recebia um exemplar do livro “Brincar para Aprender: Neurociências e Psicopedagogia no Processo da Aprendizagem”, autografado por uma das autoras, Mara Lucia Cordeiro, diretora de relações institucionais da unidade de pesquisa do Complexo Pequeno Príncipe.

A participação no evento foi fundamental para divulgar os trabalhos realizados pelo  Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe. Além da pesquisa, a unidade também realiza um trabalho de assistência, ajudando crianças que têm problemas como déficit de atenção, hiperatividade e autismo.

Para Mara Lucia Cordeiro, mobilizar a comunidade é essencial no trabalho que é realizado pelo Núcleo de Neurociências do IPP.  “A pesquisa é muito cara no Brasil, precisamos do apoio da comunidade. É preciso divulgar os trabalhos e a comunidade precisa ver os resultados”, afirma.

O evento

A primeira edição da Expo Educação contou com cerca de 19 mil inscritos. Realizada pela Secretária Municipal da Educação de Curitiba, a feira contou com 84 estandes, nove encontros com especialistas, 66 minipalestras e experiências práticas como a interação com robôs, impressoras 3D, passeio turístico virtual, QR codes para que o conteúdo possa ser levado para as escolas e compartilhado, além de projeções em uma tenda de 360º. A Expo Educação 2018 foi projetada para trazer conhecimento e inovação de maneiras interativas e diferentes do modelo tradicional de semana pedagógica, historicamente baseada apenas em palestras e reuniões.

+ Notícias

Faça sua doação