Hospital

Havan contribui com os trabalhos de assistência e pesquisa do Hospital Pequeno Príncipe

Em 6 anos de parceria, a loja de departamentos destinou cerca de R$ 700 mil à instituição

Há 6 anos, a Havan, uma das maiores lojas de departamentos do Brasil, é parceira do Hospital Pequeno Príncipe. Para reforçar os laços em prol da saúde infantojuvenil, na terça-feira, dia 14, foi realizada a entrega de um cheque simbólico, no valor de R$ 100 mil, em solenidade realizada na unidade da rede localizada no bairro Prado Velho.

Desde 2010, a Havan já destinou, via renúncia fiscal, R$ 685 mil ao Hospital, que foram aplicados em projetos inscritos e aprovados nos conselhos de direitos das crianças e adolescentes. A solidariedade faz parte da trajetória da Havan. Preocupada com o futuro de meninos e meninas de todo país, a loja está engajada em ações que podem mudar a vida de crianças e adolescentes de todo o país.

“O apoio da Havan, por meio das leis de incentivo, tem o intuito de privilegiar as comunidades em que a rede está inserida, levando cultura, esporte e ações para a sociedade, além de promover um futuro melhor para o país. Mais do que ajudar ao próximo, a Havan realiza essa doação porque tem a certeza e a segurança de saber onde o valor está sendo aplicado/investido e pode acompanhar o retorno que está dando às pessoas que estão sendo beneficiadas”, explica o diretor presidente da Havan, Luciano Hang.

Faça parte deste time do Bem

Como pessoa física ou jurídica, destinar parte do imposto de renda devido ao Hospital Pequeno Príncipe é muito simples. O primeiro passo é acessar o site www.doepequenoprincipe.org.br Pessoas físicas devem declarar em formulário completo. É possível doar até 6% ao Fundo para a Infância e Adolescência (FIA), direcionando-os para os projetos do Pequeno Príncipe que estão aprovados nos conselhos de direitos das crianças e adolescentes e que podem receber repasses de qualquer lugar do Brasil.

Já as pessoas jurídicas que declaram pelo lucro real podem destinar até 1% ao Fundo para a Infância e Adolescência (FIA) e até 4% pela Lei Rouanet de Incentivo à Cultura. Ainda é possível reverter mais 1% para o Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon); 1% para o Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas/PCD); e 1% para a Lei de Incentivo ao Esporte. Faça parte deste time do bem.

+ Notícias

Faça sua doação