Ultrassonografia_Reumatologia (29)

Complexo, Hospital

Especialistas internacionais ministram curso inédito no Hospital Pequeno Príncipe

Os participantes aprofundaram conhecimentos sobre a ultrassonografia pediátrica na área de reumatologia por meio de conteúdos teóricos e práticos

O primeiro curso de Ultrassonografia Músculo-Esquelética Pediátrica do Brasil ocorreu no Hospital Pequeno Príncipe nesta terça e quarta-feira, dias 6 e 7. A atividade antecedeu o XXXII Congresso Brasileiro de Reumatologia, que começa hoje e se estende até sábado, no Expo Unimed.

A capacitação reuniu três dos maiores especialistas internacionais em reumatologia, que ministraram palestras sobre o uso inovador da ultrassonografia em crianças com doenças reumatológicas. O exame permite diferenciar melhor, por meio das imagens, as cartilagens, ossos e articulações, para uma melhor identificação do problema e acompanhamento de tratamento.

Ultrassonografia_Reumatologia (69)
Cristina Hernandez, professora adjunta de Ultrassonografia Muscoesquelética e Articular da Universidade Nacional do México.

De acordo com a professora adjunta de Ultrassonografia Muscoesquelética e Articular da Universidade Nacional do México, Cristina Hernandez, “o objetivo é que os participantes possam conhecer e aplicar as novas tecnologias pediátricas para assim, aprimorar os diagnósticos”.

A técnica também tem muitas outras vantagens. O professor de Pediatria da Universidade de Ottawa, do Canadá, Johannes Roth, ressalta que a técnica é “relativamente mais barata e fácil, pois não exige que os pacientes estejam sedados e não necessita de salas de ressonância, por exemplo”.

Juntamente com o professor do Instituto Nacional de Reabilitação do México, Lucio Ventura, Roth e Hernandez capacitaram os profissionais com introduções teóricas e sessões práticas de ultrassonografia.

Ultrassonografia_Reumatologia (1)
Johannes Roth, da Universidade de Ottawa, Canadá, e a chefe do Serviço de Reumatologia do Pequeno Príncipe, Márcia Bandeira.

A chefe do serviço de Reumatologia do Hospital Pequeno Príncipe e diretora científica em reumatologia pediátrica do Congresso, Márcia Bandeira, ressalta a importância do curso. “Não existe ainda no Brasil esse exame voltado para pacientes pediátricos. Ele é importante porque permite verificar os processos inflamatórios e que com ele o tratamento poder totalmente diferente porque o diagnóstico é mais exato.”

O Pequeno Príncipe é referência no atendimento para crianças com reumatologia no Paraná. Em 2014, o Serviço de Reumatologia realizou 2.010 consultas.

 

+ Notícias

Faça sua doação