Complexo, Hospital

“Como é viver em Curitiba”, pelo olhar de um paciente do Pequeno Príncipe

Gabriel Kuster Meneghetti aproveitou o período de internamento no Hospital para se dedicar à leitura. Ao retornar à escola foi incentivado a escrever poemas e o resultado desse empenho foi a conquista do primeiro lugar nacional na Olimpíada da Língua Portuguesa

A passagem pelo Hospital Pequeno Príncipe pode ser transformadora e inspiradora.DSC_0013 Um dos exemplos é a história do paciente Gustavo Kuster Meneghetti, de 13 anos. Ele aproveitou o período de tratamento na instituição para se dedicar ainda mais à leitura. Quando retornou à escola, concentrou os esforços nos poemas. A dedicação lhe rendeu o primeiro lugar nacional na Olimpíada da Língua Portuguesa, em 2014 – concurso de produção de textos que premia as melhores criações de alunos de escolas públicas de todo o país.

“O Hospital Pequeno Príncipe representa a nossa segunda casa. Aqui, fizemos amizade com os profissionais da saúde e somos atendidos com o maior carinho. Temos uma relação familiar com a instituição. E tudo isso colabora para as conquistas do Gustavo”, destaca a mãe do garoto Márcia Meneghetti.

Histórias como essa do Gustavo motivam o Hospital Pequeno Príncipe a continuar prestando um atendimento integral e de excelência, que transforma a vida de milhares de crianças e adolescentes.

Dedo de prosa
Conheça o poema de Gustavo Meneghetti, campeão nacional na Olimpíada de Língua Portuguesa – Escrevendo o Futuro.

Como é viver em Curitiba
Autor: Gustavo Kuster Meneghetti

Não tem cachoeira,
Não tem cordilheira,
Não tem seringueira,
Nem tampouco pitombeira.

Tem bolinho de chuva,
Festa da uva,
Mão com luva,
Até casamento de viúva.

Menino é piá,
Coquinho é butiá,
Amigo é xará,
E ruivo é sarará.

No inverno tem quentão,
Na chapa tem pinhão,
Jogo de botão,
E festival no Solar do Barão.

No verão soltar raia,
Férias na praia,
Usar minissaia.
E cair na gandaia.

Domingo tem Atletiba,
Coxa é Coritiba,
Estudante é vestiba,
Ah, eu amo viver em Curitiba.

+ Notícias

Pequeno Príncipe contra o câncer infantil

Na data em que é lembrado o Dia Internacional de Luta Contra o Câncer na Infância, 15 de fevereiro, o Hospital relembra ações de combate à contra a doença e apresenta iniciativas que desenvolve em prol da saúde infantojuvenil

Faça sua doação