Complexo, Hospital

Associação B’nai B’rith promove tarde especial no Pequeno Príncipe

Banda curitibana Leon e The Knopz e a cantora pop Luhanna Melloni Szafir, esposa do ator Luciano Szafir, fizeram uma apresentação musical para pacientes, familiares e colaboradores

Os músicos, os representantes da Associação Beneficente e Cultural B’nai B’rith e o ator Luciano Szafir conheceram os trabalhos do Pequeno Príncipe em prol da saúde infantojuvenil.

Crianças, adolescentes, familiares e colaboradores assistiram na tarde de sábado, dia 10, a uma apresentação da banda curitibana Leon e The Knopz, sob o comando do também escritor Leon Knopfholz. Com músicas autorais e a participação de um casal de dançarinos, o grupo encantou e emocionou pacientes e acompanhantes. “A sensação (de cantar em um hospital) é muito forte, realmente é um apelo muito intenso”, relatou o cantor e compositor.

Leon, que em 2009 entrou no cenário musical, ressalta que a dedicação para se tornar artista profissional foi recompensada. “Todo esforço valeu hoje, aqui, quando eu vi essas crianças dançarem ao som da música autoral”, afirmou Knopfholz.

O encerramento do evento ficou por conta da cantora pop Luhanna Melloni Szafir, esposa do ator Luciano Szafir, que esteve em Curitiba para o lançamento do média-metragem “O Despertar de Solomon” – obra baseada em um conto escrito por Leon Knopfholz. “Fiquei muito grata por cantar para as crianças. É uma experiência e uma emoção muito diferente. Receber esse carinho delas e das famílias nem dá para explicar. Estou muito emocionada”, contou Luhanna.

As apresentações musicais foram promovidas pela Associação Beneficente e Cultural B’nai B’rith, que também foi responsável pelo lançamento do média-metragem “O Despertar de Solomon” com ação em prol do Hospital Pequeno Príncipe.

Lançamento de “O Despertar de Solomon” em prol do Pequeno Príncipe

As apresentações musicais foram promovidas pela Associação Beneficente e Cultural B’nai B’rith, que também foi uma das incentivadoras do filme “O Despertar de Salomon”. O média-metragem teve avant-première para convidados no Centro Israelita do Paraná. O ingresso foi a doação de leite em pó e/ou fraldas infantis para o Hospital Pequeno Príncipe.

Knopfholz agradeceu a parceria com a instituição. “A sessão de hoje é em beneficência do hospital. Tivemos um dia único hoje lá e eu só posso agradecer”, destacou.

A história do filme gira em torno de um médico judeu totalmente cético e aborda o conflito entre a fé e a ciência, além da luta interior de um homem com seus sentimentos do passado. Szafir contou que foi o trabalho mais difícil que já fez. “O filme foi feito em 14 dias, sendo que toda a filmagem ocorreu em seis dias”, ressaltou o ator. A obra de temática judaica participará de 72 festivais de cinema ao longo do ano.

O filme foi adaptado por Thais Soler  e tem a direção de André Faria (Prata Palomares). O filme é narrado em dois tempos: o jovem Solomon é interpretado pelo ator Fhelipe Gomes e, quando adulto,  por  Luciano Szafir, ambos da Record TV. O elenco tem ainda a participação de atores curitibanos e foi rodado na capital e na Serra do Mar.

 

 

+ Notícias

Faça sua doação