Complexo, Doe, Hospital

Ação especial beneficia pacientes com problemas de visão

A Optilab contemplou, com óculos de grau, mais de 30 crianças e adolescentes em tratamento no Pequeno Príncipe

A tarde deste sábado, dia 20, pôde ser vista com outros olhos no Hospital Pequeno Príncipe. Com a ação “Criança Enxergando Melhor”, a empresa Optilab, juntamente com os seus parceiros, beneficiou meninos e meninas que estavam à espera de óculos de grau. O projeto, que favorece crianças e adolescentes em tratamento na instituição, teve início no dia 6 de outubro com o cadastro e medição dos óculos para os pacientes. Animados, eles retornaram ao Hospital para receber o presente.

 

Giovana Vitória dos Santos, era a mais nova da turma. A pedido do pediatra, a mãe a levou no oftalmologista, que indicou o uso de óculos. Hoje, aos nove meses, a pequena passou a ver o mundo com mais nitidez. “Essa ação caiu do céu. Essa iniciativa nos ajudou muito, porque estávamos conversando sobre as possibilidades financeiras para comprar os óculos da Giovana. Parabéns mesmo”, agradece a mãe, Daiane Cristina dos Santos.

 

 

O José Carlos, de 15 anos, já usava óculos, mas há alguns meses o perdeu na escola e hoje, também foi contemplado com um acessório novinho. “Essa ação foi maravilhosa, veja como ele amou. Tenho certeza que já sentiu a diferença só em colocar os óculos”, aponta a mãe Maria de Lourdes Martins dos Santos.

Com o intuito de proporcionar a melhor experiência aos pacientes, a Optilab também contou com o apoio de parceiros para realizar a ação de forma integral.  “Este ideal de direitos humanos já vem da nossa matriz e, por diversas vezes, em outubro, em que se tem um dia para lembrar dos cuidados com a visão, realizamos algumas ações. E, neste ano, pensamos no Pequeno Príncipe por ser um hospital sério e de referência. Claro que não fazemos nada sozinhos, contamos com o apoio dos nossos clientes e com as armações da Kristal Armações. Mas deu tudo tão certo e foi tão bonito que já nos colocamos à disposição para continuar agraciando outras crianças que surgirem com a necessidade de óculos”, garante a diretora administrativa da Optilab, Mariana Mariane Gaida.

Às vésperas do centenário do Pequeno Príncipe, iniciativas como essa reforçam a importância do engajamento de toda sociedade para a manutenção do maior hospital pediátrico do Brasil.  “Nós sabemos que por falta de recursos muitas famílias deixam de ter os óculos, então esse momento é muito emocionante. Quando você presencia uma criança colocar os óculos e dizer que está enxergando uma coisa que não enxergava, é emocionante. E aí continuamos a afirmar o quanto é fundamental ter pessoas com essa disposição – de auxiliar essas crianças a verem o mundo de maneira diferente”, finaliza a coordenadora do Setor de Voluntariado do Pequeno Príncipe, Rita Lous.

 

+ Notícias

Faça sua doação