Notícias

Hospital Pequeno Príncipe e Instituto Ronald McDonald firmam parceria

Representantes do Instituto Ronald McDonald fazem uma visita especial ao Hospital Pequeno Príncipe, nesta quinta-feira (11 de julho). O evento marca o lançamento da parceria entre o Hospital e o Instituto para revitalizar e ampliar sala de quimioterapia e a área de atendimento ambulatorial do serviço de Oncologia.
 
Por ano, o Hospital Pequeno Príncipe realiza cerca de 7 mil atendimentos ambulatoriais e mais de 3 mil procedimentos de quimioterapia. Desses atendimentos 77% são pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).
 
“O Hospital Pequeno Príncipe atende 140 novos casos a cada ano. Essa parceria com o Instituto aporta uma contribuição significativa e nos alegra muito pela possibilidade de ampliar o atendimento e trazer nova ambiência com maior conforto e bem-estar aos nossos pacientes, a maioria do SUS, que se encontram em um momento delicado de suas vidas”, destaca a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro.
 
A diretoria do Hospital, junto à equipe de Hematologia e Oncologia, receberá Francisco Neves, superintendente do Instituto Ronald McDonald no Brasil, Carla Lettieri, especialista de projetos, e os franqueados McDonald’s Márcio Moreira e Edson Tomihama. Além de uma reunião para discutir os projetos e uma visita ao setor que será renovado e ampliado, haverá um ato simbólico público de assinatura do convênio.
 
Como se trata de um atendimento de alta complexidade, com custo elevado, o hospital conta com o apoio da iniciativa privada e de doações de pessoas físicas para manter a qualidade dos serviços. Em 2011, com o apoio destes parceiros, o Serviço de Oncologia, que existe desde 1968, inaugurou uma área de Transplante de Medula Óssea (TMO) que já realizou 17 transplantes.
 
A parceria celebrada entre o Hospital e o Instituto contribuirá ainda mais com a melhoria dos serviços de quimioterapia e atendimento ambulatorial, com a ampliação dos números de leitos-dia e melhoria da infraestrutura para o atendimento. Para este projeto está prevista a destinação de cerca de R$ 398 mil oriundos de doações através de campanhas como McDia Feliz e cofrinhos – onde clientes do McDonald’s doam o troco.
 
Sobre o Instituto Ronald McDonald e programas
O Instituto Ronald McDonald é uma instituição sem fins lucrativos cuja missão é promover a saúde e a qualidade de vida de crianças e adolescentes com câncer. Para isso, a organização desenvolve e coordena Programas – Diagnóstico Precoce, Atenção Integral e Casas Ronald McDonald – que possibilitam o diagnóstico precoce, encaminhamento adequado e atendimento integral e de qualidade para os jovens pacientes e seus familiares. As principais fontes de arrecadação do Instituto Ronald McDonald são o McDia Feliz – maior e mais abrangente campanha nacional no combate ao câncer infantojuvenil – e a Campanha dos Cofrinhos, iniciativa que conta com a doação de trocos dos clientes dos restaurantes McDonald’s. Com mais de dez anos de atuação, o Instituto Ronald McDonald articula diferentes agentes da causa e destina de recursos a projetos de construção e reforma de casas de apoio e unidades médicas, compra de equipamentos e veículos, capacitação profissional e apoio psicossocial a pacientes e familiares, entre muitos outros. Saiba mais sobre as fontes de arrecadação, os programas e as instituições beneficiadas em www.instituto-ronald.org.br.
 

Festa junina no Hospital Pequeno Príncipe anima crianças e pais

A Praça do Bibinha, no Hospital Pequeno Príncipe, transformou-se num autêntico arraial junino na tarde desta sexta-feira. A festa atraiu a atenção de pais e de pacientes do Hospital, que puderam se divertir com as brincadeiras típicas, como pescaria e jogo de argolas, e a tradicional dança da quadrilha.

Quem animou a festa foram alunos do 9º ano do Colégio Integral, que cantaram e dançaram músicas características e ajudaram nas brincadeiras, sob coordenação do Setor de Voluntariado do Hospital. Uma das estudantes, Sofia Santana, é voluntária desde o início deste ano e participa das atividades com os pacientes duas sextas-feiras por mês. “Adoro o contato com as crianças. É importante para elas se divertirem”, disse.

O adolescente Derick Luan Gonçalves, de 13 anos, aprovou a iniciativa. Ele veio de Colombo e está internado há um mês. “Gostei de tudo, da quadrilha e das brincadeiras, que são legais e ajudam a passar o tempo. Até ganhei um brinde na pescaria”, contou.

O clima de descontração também animou os acompanhantes dos pacientes. De acordo com Adriana Rodrigues, que veio de Pitanga trazer o filho Tiago, “as crianças precisam se distrair para ajudar na recuperação. Essa festa de hoje foi 10, valeu a pena participar. Os voluntários estão de parabéns”.

Para dar a chance de as crianças que não podiam sair dos quartos também brincarem, uma equipe de voluntárias percorreu todas as alas levando a pescaria até elas. O grupo ajudava os pequenos a ‘fisgar os peixes’ e distribuía os respectivos brindes.

 

DIVERSAS MANEIRAS DE AJUDAR

O empresário João Paulo Costa Pereira, diretor da empresa Solo Network, esteve no Pequeno Príncipe nesta terça-feira para a entrega de um cheque no valor de R$5,500. A doação é resultado do “Dia Nobre”, uma proposta em que 100% da rentabilidade das venda de softwares concretizadas no dia 07/05 foi destinada ao Hospital. Esta iniciativa chama atenção não apenas pelo valor arrecadado, mas por ser mais um entre outras já adotadas por Pereira em prol da saúde infantojuvenil. A Solo Network participa também de outros projetos estruturados pelo Pequeno Príncipe, como a Rede do Bem – que mobiliza os funcionários de cada instituição a participar mensalmente com doações – e o Seleção Gols pela Vida – que arrecada investimentos para a pesquisa na área de saúde.

Parcerias como as estabelecidas por Pereira com o Pequeno Príncipe são importantes por mostrar que não existe apenas uma maneira de contribuir para a saúde infantojuvenil. O Complexo possui diversos projetos estruturados que oferecem contrapartidas e prestação de contas para as empresas que, como a Solo Network, desejem participar e mudar para melhor a vida de milhares de crianças e adolescentes. Segundo João, participar destas iniciativas vale a pena. “É claro que a contrapartida é ótima, mas o nosso objetivo é mesmo o de ajudar”, completa o empresário.

 

Onu recebe exposição fazendo Arte, do Hospital Pequeno Príncipe

 A noite de ontem foi especial. A mostra Fazendo Arte, com obras de crianças e adolescentes internadas no Hospital Pequeno Príncipe, chegou à sede da ONU, em Nova York. A exposição foi inaugurada em um evento que contou com mais de 60 convidados, entre eles diplomatas e embaixadores de diversos países, além de parceiros do Hospital nos Estados Unidos. Com 20 obras selecionadas, a mostra pode ser conferida no Secretariat Lobby do prédio, das 18h30 às 22h, até o dia 29 deste mês.

Segundo o diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro, a noite foi de encantamento. “O mais bacana foi ver a admiração dos convidados com a alegria que as obras passam. Eles não imaginam que em um hospital pudesse ter tanta alegria”, ressaltou.

A Exposição Fazendo Arte reúne 20 pinturas, gravuras e fotografias entre as mais de 2 mil produzidas por pacientes do Pequeno Príncipe em mais de 40 oficinas em 2012. Em março, as obras ficaram expostas na galeria Art at Format, e foram ser vistas por mais de 400 pessoas, que interagiram e modificaram os trabalhos em um tablet, além de compartilhar as novas criações no Facebook, por QR Code e e-mail. Agora, em espaço de destaque na sede da ONU, os trabalhos realizados pelas crianças e adolescentes do Pequeno Príncipe atingem um novo público, cruzando novas fronteiras e levando o trabalho feito em Curitiba para todo o mundo.

O projeto foi viabilizado pela Lei Rouanet e patrocinado pelas empresas Perkins, Arcelor Mittal, Gonvarri, Caetano Branco, Slaviero Hotéis, Trützschler , Unibraspe, Akai Mitsubishi e Tratornew. Outras informações no site www.fazendoarte.pequenoprincipe.org.br.
 

SERVIÇO

Exposição do Projeto Fazendo Arte no Hospital Pequeno Príncipe

Local: Secretariat Lobby – United Nations – New York

Visitação: de 24 a 29 de junho, das 18h30 às 22h

 

Onu recebe exposição Fazendo Arte, do Hospital Pequeno Príncipe

A noite de ontem foi especial. A mostra Fazendo Arte, com obras de crianças e adolescentes internadas no Hospital Pequeno Príncipe, chegou à sede da ONU, em Nova York. A exposição foi inaugurada em um evento que contou com mais de 60 convidados, entre eles diplomatas e embaixadores de diversos países, além de parceiros do Hospital nos Estados Unidos. Com 20 obras selecionadas, a mostra pode ser conferida no Secretariat Lobby do prédio, das 18h30 às 22h, até o dia 29 deste mês.

Segundo o diretor corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro, a noite foi de encantamento. “O mais bacana foi ver a admiração dos convidados com a alegria que as obras passam. Eles não imaginam que em um hospital pudesse ter tanta alegria”, ressaltou.

A Exposição Fazendo Arte reúne 20 pinturas, gravuras e fotografias entre as mais de 2 mil produzidas por pacientes do Pequeno Príncipe em mais de 40 oficinas em 2012. Em março, as obras ficaram expostas na galeria Art at Format, e foram ser vistas por mais de 400 pessoas, que interagiram e modificaram os trabalhos em um tablet, além de compartilhar as novas criações no Facebook, por QR Code e e-mail. Agora, em espaço de destaque na sede da ONU, os trabalhos realizados pelas crianças e adolescentes do Pequeno Príncipe atingem um novo público, cruzando novas fronteiras e levando o trabalho feito em Curitiba para todo o mundo.

O projeto foi viabilizado pela Lei Rouanet e patrocinado pelas empresas Perkins, Arcelor Mittal, Gonvarri, Caetano Branco, Slaviero Hotéis, Trützschler , Unibraspe, Akai Mitsubishi e Tratornew. Outras informações no site www.fazendoarte.pequenoprincipe.org.br.
 

SERVIÇO

Exposição do Projeto Fazendo Arte no Hospital Pequeno Príncipe

Local: Secretariat Lobby – United Nations – New York

Visitação: de 24 a 29 de junho, das 18h30 às 22h

 

ONU ABRE AS PORTAS PARA ARTE PRODUZIDA POR PACIENTES DO HOSPITAL PEQUENO

O Hospital Pequeno Príncipe têm seu nome e importância reconhecido em todo o Brasil. Agora, o trabalho do Pequeno Príncipe tem recebido
atenção internacional: a sede da ONU, em Nova York, vai receber a exposição Fazendo Arte, com cerca de 20 obras de pacientes do Hospital. São gravuras, pinturas e fotografias criadas por crianças e adolescentes internados, ao longo de 40 oficinas ministradas durante 2012, com o apoio da Lei Rouanet.

A mostra será aberta hoje, 24 , às 18h30, no Secretariat Lobby, e reunirá embaixadores da ONU, diplomatas e convidados. A mostra, que
poderá ser visitada até dia 29, das 18h30 às 22h, chamou a atenção das Nações Unidas depois de ficar exposta um mês na galeria Art at
Format, também em Nova York. Nesse período, foi vista por mais de 400 pessoas, que puderam interagir e modificar os trabalhos em um tablet,
além de compartilhar as novas criações no Facebook, por QR Code e e-mail.

FAZENDO ARTE
A exposição foi montada a partir de duas mil fotografias, pinturas e gravuras produzidas por pacientes do Hospital em 40 oficinas
ministradas em 2012, como parte do Projeto Fazendo Arte no Pequeno Príncipe. A ideia foi transformar o tempo de internamento das crianças
e adolescentes em uma oportunidade de aprendizagem, de enriquecimento cultural e de garantia de direitos.

O projeto foi viabilizado pela Lei Rouanet e patrocinado pelas empresas Perkins, Arcelor Mittal, Gonvarri, Caetano Branco, Slaviero Hotéis,
Trützschler , Unibraspe, Akai Mitsubishi e Tratornew. Outras informações no site www.fazendoarte.pequenoprincipe.org.br [1].

SERVIÇO
Exposição do Projeto Fazendo Arte no Hospital Pequeno Príncipe

Abertura: dia 24 de junho, às 18h30

Local: Secretariat Lobby – United Nations – New York

Visitação: de 24 a 29 de junho, das 18h30 às 22h

Café da manhã une 46 empresários de Curitiba e região em prol do Pequeno Príncipe

Na manhã desta quinta-feira, 46 novos investidores de 27 empresas se reuniram no Hospital Pequeno Príncipe para conhecer melhor a instituição com a qual firmaram parceria. O café da manhã com as novas empresas participantes do projeto Seleção Gols pela Vida é idealizado para que os empresários possam conhecer o Complexo Pequeno Príncipe pessoalmente e também fazer contato com outros profissionais e empresas que também estão comprometidos com a causa social.
 

Atualmente, mais de 800 empresas já estão ligadas ao projeto e o café desta quinta foi o maior realizado até hoje. O projeto, que promove a captação de recursos para o Complexo por meio da contribuição de empresas, é fundamental para manter a alta qualidade de serviços da instituição.
Para Ana Bunick, da Interbox – Vidros Temperados e Laminados de Segurança, o encontro é uma chance de ver como o assunto é tratado por outras empresas. “Vemos que o retorno que todos têm vai muito além do lucro”, comenta. A Interbox já aproveitou para divulgar a parceria com o projeto para seus clientes e nas mídias sociais. “Uma cliente que recebeu nosso mailing logo entrou em contato para dizer que já teve um filho internado no Hospital e apoiava muito a iniciativa. No Facebook também tivemos respostas positivas. Não tem quem não goste”.
 

Outro benefício de eventos como o café é a apresentação de novas maneiras de colaboração, como a Rede do Bem. Um dos interessados no projeto, que é voltado para que os funcionários das empresas participantes possam fazer doações mensais diretamente através da folha de pagamento, foi Jorge Rondon, da InTech Automações e Sistemas. Ele conta que apesar de já terem sido convidados a participar de outros projetos similares, foi só com o Pequeno Príncipe que se sentiram firmes a participar, dado o nome forte da Instituição e dos resultados positivos que sempre são divulgados. “Meu filho já ficou aqui internado, o filho do meu sócio também. Temos outro sócio que não tem filhos, mas já era voto vencido!”, brinca Rondon.

 

Victor Fish ‘n’ Chips repassa arrecadação ao Pequeno Príncipe

“Somar esforços para ajudar quem precisa. Com esse espírito o empresário Francisco Urban, responsável pelo restaurante no Victor Fish ‘n’ Chips, do Shopping Mueller, esteve essa semana no Hospital Pequeno Príncipe. Na ocasião, ele repassou à instituição o resultado da arrecadação feita no dia 28 de maio com a venda de 73 unidades do prato típico inglês Fishn’Chips (peixe à milanesa, acompanhado por fritas)

A promoção teve o objetivo de angariar recursos para a assistência em saúde e pesquisa científica desenvolvidas no Instituto Pelé Pequeno Príncipe. Na oportunidade foram vendidos 73 Fish ‘n’ Chips, na caixa (box) ou no prato.  

O empresário avaliou a ação como positiva. “Estamos satisfeitos e pretendemos continuar em outras oportunidades”, disse.   

A gerente do Setor de Novos Projetos, Renata Iório, agradeceu pela iniciativa e entregou a Urban o certificado ‘Amigo do HPP’. “É uma atitude nobre em prol de crianças e adolescentes. Estamos felizes com essa parceria”, afirmou. 

Último dia para as Inscrições do vestibular da Faculdades Pequeno Príncipe

Encerram hoje, 10, as inscrições para o Vestibular de Inverno 2013 da Faculdades Pequeno Príncipe. As provas serão aplicadas no dia 15 do mesmo mês, um sábado, no horário da manhã. Voltada para a área de saúde, a FPP oferece quatro cursos na graduação: Enfermagem (turno da manhã – 40 vagas), Biomedicina (turno da tarde – 40 vagas), Psicologia (turno da noite – 50 vagas) e Farmácia (turno da tarde – 50 vagas).

Para participar, o candidato deverá ter concluído o ensino médio ou equivalente e se inscrever através do site da Instituição (www.faculdadespequenoprincipe.edu.br). As aulas têm início já no segundo semestre de 2013.

Além dos cursos de graduação, a Faculdades Pequeno Príncipe também oferece pós-graduação lato sensu, atividades de extensão e pesquisa, além de mestrado e doutorado em Biotecnologia Aplicada à Saúde da Criança e do Adolescente, recentemente recomendado pela Capes/MEC. Todos os cursos são devidamente autorizados pelo Ministério da Educação. Conta com um corpo docente formado por especialistas, mestres e doutores, todos profissionais qualificados e com competências reconhecidas pela comunidade acadêmica.

Conheça os cursos de graduação da Faculdades Pequeno Príncipe:

Biomedicina

Pioneirismo da Faculdades Pequeno Príncipe que, numa estratégia alinhada com as profissões do futuro, lançou o primeiro curso de Biomedicina em Curitiba. A graduação forma profissionais que investigam e dão respostas técnicas e científicas em favor da saúde. Tem como principais áreas de atuação: análises clínicas, bancos de sangue, indústrias químicas e biológicas, inseminação artificial, entre muitas outras.

Enfermagem

Competência para cuidar do ser humano de forma solidária. Professores altamente qualificados, infraestrutura moderna e estágios garantidos oferecem aos futuros profissionais condições de trabalho nos diferentes campos de atuação da Enfermagem: assistencial, organizacional e educacional. E conta com a experiência acumulada de mais de 90 anos do Hospital Pequeno Príncipe.

Farmácia

Formação direcionada a todo âmbito de atuação do profissional farmacêutico: Fármacos e Medicamentos; Análises Clínicas e Toxicológicas; e Indústria. Em sintonia com as exigências do mercado, conta com disciplinas de ponta, como a área da Cosmetologia e da Fitoterapia. A ênfase na prática faz deste um curso de nível de satisfação bastante positivo entre os acadêmicos.

Psicologia

O Curso de Psicologia da Faculdades Pequeno Príncipe oferece uma formação científica comprometida com o exercício da cidadania, da ética e da transformação social, através de uma visão abrangente e integrada dos processos psicológicos.

Serviço:

Vestibular de Inverno da Faculdades Pequeno Príncipe – Cursos de Enfermagem, Biomedicina, Psicologia e Farmácia

Inscrições: até 10/06 pelo site www.faculdadespequenoprincipe.edu.br

Prova: 15/06 (sábado)

Investimento: R$ 40,00

Local: Faculdades Pequeno Príncipe (Av. Iguaçu, 333 – Rebouças)

Informações: pelo site www.fpp.edu.br ou telefone 41 3310-1500

Culinária para crianças reforça cultura nacional

A comida faz parte do dia a dia. Além de sustentar, muitas vezes é responsável por memórias com sabor inigualável. Sem dúvida é uma das grandes expressões da cultura brasileira. O livro “Pratos do Brasil – Culinária Brasileira para Crianças”, a ser lançado no dia 8 de junho, às 10 horas, na sede do Centro Europeu na Rua Itupava, apresenta a riqueza da culinária nacional e algumas receitas típicas do país.

Escrita por Liana Leão e Luciana de Morais, a obra faz parte de um projeto coordenado pelo diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro, e viabilizado por meio da Lei Rouanet de Incentivo à Cultura.

O livro traz a história de pratos regionais e receitas de iguarias bem brasileiras, como coco, mandioca, cana-de-açúcar, pão de queijo, caju e brigadeiro. Um dos desafios foi apresentar o país por esse prisma de forma lúdica, chamando a atenção de crianças e adolescentes.

A coautora destaca que o Brasil tem seus encantos também na culinária. “A comida fala sobre quem somos, de onde viemos e quais são as nossas crenças e valores. Mostrar isso para crianças é um passo importante para que possam ter uma vivência de nossa história”,destaca Luciana.

“ Apresentamos também como os ingredientes foram incorporados à nossa cozinha”, conta Liana. “As receitas são fáceis e identificam facilmente a culinária brasileira, utilizando um ou mais dos ingredientes selecionados como guia na nossa viagem”, complementa Luciana.

As autoras

Liana Leão é professora do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas da Universidade Federal do Paraná (UFPR), doutora em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo (USP), e autora de 17 livros infantis.
Luciana de Morais é mestre pela Universidade Federal de Minas Gerais e doutorado pela UFPR. É apaixonada por culinária desde criança e realiza pesquisas sobre a área e as identidades regionais.

Serviço
Lançamento do livro “Pratos do Brasil – Culinária Brasileira para Crianças”
Dia: 8 de junho (sábado)
Horário: 10 horas
Local: Centro Europeu – Rua Itupava, 1402 – Alto da XV

Faça sua doação