Diretora do Pequeno Príncipe recebe título do governo francês

1_Destaque_Materia_Condecoracao_Ety_InternaA noite do dia 17 de julho entrou para a história do Complexo Pequeno Príncipe. A diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, foi a primeira mulher paranaense a receber o título de cavaleira da Ordem Nacional da Legião de Honra da França. A honraria foi instituída em 1802 por Napoleão e é concedida pelo presidente da França.

Ety foi escolhida pelo governo francês por conta dos serviços prestados em defesa do direito à vida, especialmente à causa da saúde infantojuvenil. A cerimônia de entrega da fita vermelha, símbolo do título, foi realizada durante a comemoração dos 70 anos da Aliança Francesa de Curitiba.

“É uma alegria muito grande receber a comenda Legião de Honra da França. Fico muito feliz e tenho essa emoção ampliada pela minha família. Preciso declarar minha admiração pelo trabalho dos meus pais, Ety e Luiz, especialmente à minha mãe, eterna inspiração. Artista que é, desenhou um hospital onde todas as crianças são pequenos príncipes”, emocionou-se Ety.

A diretora faz parte de uma seleta lista de brasileiros que já foram homenageados, como Gilberto Gil e Jorge Amado. Além deles, a francesa radicada no Paraná Hélène Garfunkel e o paranaense Newton Carneiro, já falecidos, foram premiados. Ambos ocuparam o cargo de presidência da Aliança Francesa de Curitiba. Newton Carneiro era sobrinho do pediatra Raul Carneiro, que nomeia a mantenedora do Complexo.


1_Destaque_Box_AerpHomenagem da AERP
A Associação das Emissoras de Radiodifusão do Paraná (Aerp) comemorou 40 anos em julho. A celebração contou com um jantar que reuniu ex-presidentes da instituição, parceiros e apoiadores. Entre eles, o Complexo Pequeno Príncipe. A parceria entre a Aerp e o Pequeno Príncipe consiste em um programa semanal de 30 minutos chamado “Fala, Doutor Entrevista”, no qual os profissionais do Complexo dão dicas de saúde à população. Também é produzido todas as semanas um spot com três minutos de duração, o “Fala, Doutor”.